Notícias

Banca de DEFESA: JULYANNE MARIA SARAIVA DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULYANNE MARIA SARAIVA DE SOUSA
DATA: 28/02/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Sala PPGBiotec (Híbrido)
TÍTULO: Derivado 2-aminotiofênico SB-44: investigação da atividade antileishmania, citotoxicidade e dos efeitos sobre a resposta imune inata
PALAVRAS-CHAVES: derivado tiofênico; 2-aminotiofênicos; antileishmania; Leishmania infantum.
PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Bioquímica
RESUMO:

As leishmanioses são doenças causadas por tripanossomatídeos que se manifestam na forma de leishmaniose visceral e de diferentes tipos de leishmaniose cutânea. Possuem ocorrência de milhões de novos casos por ano e apresentam-se como problema de saúde pública mundial. Apesar da relevância epidemiológica, os tratamentos disponíveis para dessas doenças apresentam alto custo, alta toxicidade, dificuldade de administração e, em alguns casos, resistência do parasito. Devido a isso, há a necessidade da busca de tratamento alternativo a essas doenças. O SB-44 é um derivado 2-aminotiofênico que apresentou promissora atividade anti-Leishmania amazonensis em estudos desenvolvidos pelo nosso grupo de pesquisa. Diante disso, o objetivo desse trabalho foi avaliar os efeitos do SB-44 sobre outras espécies de Leishmania, causadoras de leishmaniose visceral e tegumentar. A atividade contra formas promastigotas foi avaliada pelo ensaio de MTT contra espécies de Leishmania (Viannia) braziliensis, Leishmania (Leishmania) donovani, Leishmania (Leishmania) infantum, e Leishmania (Leishmania) major, obtendo uma concentração inibitória para 50 % dos parasitos (CI50) de 5,03 μM, 7,38 μM, 3,88 μM e 7,28 μM, respectivamente. Devido ao melhor resultado apresentado pela espécie de L. infantum, estudos de atividade contra formas amastigotas e mecanismos de ação foram avaliados com esta espécie. A citotoxicidade do SB-44 foi avaliada sobre macrófagos RAW 264.7, células VERO e células LLC-MK2 utilizando o ensaio de MTT. Foi obtido uma concentração citotóxica para 50 % das células (CC50) de 53,41 μM, 33,98 μM e 19,4 μM, respectivamente. O ensaio de infecção in vitro foi realizado utilizando L. infantum e o SB-44 obteve uma concentração efetiva média (CE50) de 3,08 μM. O índice de seletividade (IS) foi obtido através da razão entre CC50/CI50 ou CE50. Contra formas promastigotas e amastigotas, o SB-44 exibiu melhor IS além disso, apresentou-se 4,55 vezes mais seletivo aos parasitos quando comparado ao fármaco de referência. O efeito direto do SB-44 contra formas promastigotas foi avaliado por microscopia de força atômica, e o composto apresentou efeito leishmanicida sobre o parasito induzindo alterações morfológicas e ruptura celular. Mecanismos de ação indiretos foram avaliados através da dosagem de citocinas por ensaio de ELISA sanduíche. Observou-se que o SB-44 induziu a redução de citocinas do perfil Th2 como IL-10 e IL-6 e aumentou a produção de citocinas do perfil Th1 como IL-12 e TNF-α, além de aumentar a produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) e óxido nítrico (NO), moléculas microbicidas que atuam no combate ao parasito por estresse oxidativo, sendo este um possível mecanismo de ação do SB-44. A toxicidade aguda foi avaliada administrando o SB-44 em diferentes concentrações em larvas de Zophobas morio durante 48 h, avaliando quanto a taxa de sobrevivência e melanização. O composto não foi capaz de induzir morte, apresentando uma dose letal para 50 % das larvas maior que 3000 mg/Kg além disso, não aumentou a melanização dos invertebrados. Sendo assim, o derivado 2-aminotiofênico SB-44 apresentou-se como um composto com potencial atividade antileishmania in vitro, e baixa toxicidade aguda em modelo in vivo alternativo, tornando-se um candidato a estudos na pesquisa de tratamento alternativo para as leishmanioses.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FERNANDO AECIO DE AMORIM CARVALHO - UFPI
Presidente - 2362290 - KLINGER ANTONIO DA FRANCA RODRIGUES
Externo à Instituição - MICHEL MUÁLEM DE MORAES ALVES - UFPI
Externo à Instituição - MÁRCIA ROSA DE OLIVEIRA - UFPB
Notícia cadastrada em: 29/01/2024 15:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 18/07/2024 10:59