Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ABRAÃO LEAL ALVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ABRAÃO LEAL ALVES
DATA: 25/03/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório OESTE
TÍTULO: SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO E POTENCIAL BIOTECNOLÓGICO DE UMA POLIAMIDA OBTIDA A PARTIR DA NORBIXINA E DAPSONA
PALAVRAS-CHAVES: poliamidas, polímero verde, biocompatibilidade.
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Bioquímica
SUBÁREA: Química de Macromoléculas
RESUMO:

Os materiais poliméricos são essenciais para a manutenção da qualidade de vida das pessoas e
a classe das poliamidas, em virtude de suas excelentes propriedades e vasta gama de aplicações,
estão entre os materiais poliméricos mais utilizados na indústria. A maioria das poliamidas
disponíveis comercialmente são baseadas em recursos naturais não renováveis, derivadas do
petróleo. No entanto, o avanço industrial e tecnológico atual tem seguido uma tendência de
sustentabilidade com a busca por materiais de fontes renováveis. As poliamidas de origem
biológica, obtidas de fontes renováveis, estão entre os principais tipos de polímeros
constituintes dos biomateriais, devido ao seu baixo custo, excelentes características estruturais
e térmicas, além de biodegradabilidade e biocompatibilidade. O objetivo desse estudo foi
avaliar o potencial biotecnológico de uma nova poliamida, o polímero verde TEMFON, obtido
a partir do carotenoide norbixina, extraído das sementes do urucum (Bixa orellana L.), e do
fármaco dapsona. A síntese polimérica ocorreu via reação de policondensação e as propriedades
estruturais e térmicas do material foram analisadas através das técnicas de Espectroscopia na
região do Ultravioleta e Visível (UV-Vis), Espectroscopia de Infravermelho com Transformada
de Fourier (FTIR), Difração de Raios-X (DRX), Análise Termogravimétrica (TGA) e
Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC). A biocompatibilidade do material polimérico foi
analisada através do teste de letalidade frente à Artemia salina e de ensaios de citotoxicidade
(MTT e hemólise) e será estudada através de teste de mutagenicidade (SMART). A TEMFON
foi avaliada quanto a sua atividade antibacteriana e será analisada quanto a sua atividade
antifúngica e antioxidante. Sua viabilidade de aplicação como recobrimento de materiais
hospitalares será verificada. Os resultados das análises estruturais confirmaram a síntese do
novo biopolímero e sua estabilidade térmica. Quanto aos ensaios de toxicidade, a TEMFON
demonstrou ser atóxica frente as larvas de A. salina e não citotóxica contra células LLC-MK2,
em concentrações de até 500 μg/mL. A poliamida inédita apresentou atividade antibacteriana,
com CIM de 50 μg/mL. O ensaio de hemólise indicou atividade hemolítica inferior a 5% em
concentrações de até 250 μg/mL. Mediante os resultados parciais obtidos nessa investigação,
vislumbra-se o potencial de aplicação do novo polímero verde na área biomédica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 841.003.203-10 - LEIZ MARIA COSTA VERAS - UFPI
Interno - 995.992.603-68 - ALYNE RODRIGUES DE ARAUJO - UFPI
Interno - 1718303 - DURCILENE ALVES DA SILVA
Externo à Instituição - THICIANA DA SILVA SOUSA - IFPI
Notícia cadastrada em: 04/03/2024 09:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 18/07/2024 12:22