Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SUZANE NASCIMENTO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SUZANE NASCIMENTO DA SILVA
DATA: 01/07/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório Oeste
TÍTULO: FILMES À BASE DE CELULOSE BACTERIANA E NANOPARTÍCULAS DE PRATA: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA E CITOTÓXICA PARA POTENCIAL APLICAÇÃO NA CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS
PALAVRAS-CHAVES: Celulose bacteriana, biopolímeros, nanopartícula de prata, filmes antibacteriano.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Atualmente existe uma grande preocupação com o crescente número de infecções
provocadas por bactérias resistentes à antibióticos, principalmente em pacientes
hospitalizados com ferimentos. Essas infecções por estes microrganismos tendem a
dificultar o processo de cicatrização, levando ao agravamento da infecção prolongando
o tempo de tratamento, pois retarda o tempo de cicatrização. Assim, há a necessidade do
desenvolvimento de novos materiais que funcionem como uma barreira contra
microrganismos ao mesmo tempo que impede uma possível infecção. Neste contexto,
entram os polímeros biocompatíveis como a celulose bacteriana (CB), que possui
excelentes propriedades biológicas para reparação tecidual e as nanopartículas de prata
(NPsAg), que se destacam por possuir excelente ação antimicrobiana e de amplo
espectro. A eficácia da síntese das NPsAg está intimamente relacionada com a
composição do estabilizante utilizado. Na literatura, já existe relatos do uso do colágeno
e polímeros naturais como a goma do cajueiro, de forma eficiente na estabilização
coloidal de nanopartículas. Este trabalho tem por objetivo avaliar a atividade
antibacteriana e citotóxica de filmes à base de celulose bacteriana incorporados com
nanopartículas de prata estabilizada por colágeno hidrolisado e goma do cajueiro para
potencial aplicação cicatrizante. Os filmes de celulose bacteriana funcionalizados com
NPsAgcGC foram sintetizados por meio do método Casting, sem adição de
plastificante. As nanopartículas foram caracterizadas por UV-vis, potencial Zeta e DLS,
FTIR, TEM e AFM e a atividade antibacteriana foi feita por meio da análise de CIM e
CBM contra as bactérias Gram negativa e Gram positivas. Os filmes foram
caracterizados quanto suas características físicas e ópticas, bem como por FTIR, AFM,
MEV-EDX e a atividade antibacteriana se deu por meio de difusão em ágar. A síntese
da nano foi confirmada pela banda característica em 411 nm, com tamanho médio de
29,7 nm e potencial Zeta de – 28,6 mV. As imagens de microscopia mostraram
nanopartículas com morfologia esférica e dispersas. O espectro do FTIR mostrou os
respectivos componentes presentes na nano e no filme de CB. A NPsAgcGC apresentou
inibição bacteriana mais forte na faixa de 125 µM/mL para E. coli ATCC 35218 e 250
µM/mL para as estirpes S.aureus ATCC 43300 MRSA e E.faecalis ATCC 51299 VanB
e valor de MBC de 250 µM/mL para todas as estirpes testadas. A funcionalização do
filme de CB foi confirmada por MEV-EDX pela presença de traços do íon de Ag +
indicando a presença da NPsAg aderidas nas fibras da CB. O filme inibiu o crescimento
das bactérias E. coli e S. aureus, apresentando halo de inibição de 11 mm para as duas
estirpes. Estes resultados demonstram que o filme produzido apresenta potencial
promissor para uma possível aplicação como curativo antibacteriano no tratamento de
feridas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1718303 - DURCILENE ALVES DA SILVA
Interno - 2362290 - KLINGER ANTONIO DA FRANCA RODRIGUES
Externo à Instituição - EMANUEL AIRTON DE OLIVEIRA FARIAS - UFPI
Notícia cadastrada em: 07/06/2024 09:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 14/07/2024 23:41