Notícias

Banca de DEFESA: JOSIELI LIMA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSIELI LIMA DA SILVA
DATA: 13/05/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório da Pós-Graduação do Centro de Ciências Agrárias/UFPI.
TÍTULO: Domesticação e seu efeito na diversidade genética da comunidade microbiana na rizosfera do feijão-fava.
PALAVRAS-CHAVES: Phaseolus lunatus L, 16s rRNA, Comunidade de rizobactérias, Genótipos domesticados, Genótipos silvestres
PÁGINAS: 44
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O feijão-fava (Phaseolus lunatus L.) é uma leguminosa de grande importância, muito utilizada como alimento, e uma importante fonte de renda. Essa espécie originou-se na América tropical, sendo domesticada na Mesoamérica e nos Andes, e seu processo de domesticação propiciou a perda da diversidade genética principalmente relacionada às características de deiscência da vagem e ao desenvolvimento da semente. A redução desta diversidade pode ter influenciado a rizosfera, uma região rica em comunidades microbianas do solo, principalmente comunidades bacterianas. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo analisar a diversidade, composição e estrutura genética da comunidade microbiana da rizosfera de genótipos de feijão-fava por meio de sequenciamento do gene 16s rRNA. Para realização do trabalho foram utilizados cinco genótipos de feijão-fava sendo um silvestre, um semi-domesticado e três domesticados. Para realização do experimento foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado, após a coleta das amostras de solo rizosférico e não rizosférico foi feita a extração do DNA, e em seguida foi o realizado o sequenciamento. A análise de Componentes Principais (ACP) mostrou que a estrutura da comunidade microbiana difere quando se analisa o solo não rizosférico e rizosférico. Além disso, na rizosfera observa-se que a comunidade foi separada em dois pools gênicos, sendo silvestres e semi-domesticados separados dos genótipos domesticados.  A riqueza de UTOs não apresentou variação entre os genótipos. Contudo, a diversidade genética da comunidade microbiana diferiu entre o solo rizosférico e não-rizosférico. E entre os diferentes genótipos não houve diferença significativa para a diversidade microbiana (P < 0,05). A composição da comunidade microbiana apresentou abundância crescente dos filos Actinobacteria, Proteobacteria, Acidobacteria, Firmicutes, Planctomycetes, Cloroflexi, Thaumarchaeota, Unc_ bacteria, Bacteroidetes e Gemmatimonadetes. Deste modo, os resultados indicam que o processo de domesticação alterou a composição da comunidade microbiana associada a rizosfera de feijão-fava.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2476126 - ADEMIR SERGIO FERREIRA DE ARAUJO
Externo à Instituição - JARDEL OLIVEIRA SANTOS - UFMA
Presidente - 930.516.623-72 - VERÔNICA BRITO DA SILVA - UENF
Notícia cadastrada em: 27/04/2022 08:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 02/10/2022 15:27