Notícias

Banca de DEFESA: MÁRCIA GABRIELLI SOUSA CAMPÊLO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MÁRCIA GABRIELLI SOUSA CAMPÊLO
DATA: 22/06/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Profa. Socorro Lira - Prodema - Tropen
TÍTULO: Caracterização Socioeconômica e Ambiental do Espaço Rural do Municipio de São Miguel do Tapuio, Piauí.
PALAVRAS-CHAVES: Agricultura; espaço rural; pecuária; pecuária; uso e cobertura da terra.
PÁGINAS: 125
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O espaço rural é tido como local de produção econômica e de interações sociais de sua população. Área onde o homem produz sua cultura, suas técnicas e suas ações. Para um melhor entendimento, quando se fala em rural, é natural o alinhamento da temática com a forma de utilização da terra. Com base nesse panorama, pretende-se compreender a organização socioeconômica e ambiental do espaço rural, no município de São Miguel do Tapuio (Piauí). Nesse ensejo, designaram-se os seguintes objetivos específicos: i) caracterizar a organização socioeconômica e espacial do espaço rural do município e ii) analisar as áreas de cobertura e uso da terra, referentes ao período de 2000 a 2020. Para tanto, obteve-se os dados da Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), Produção da Pecuária Municipal (PPM), Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura e as imagens de satélite do Projeto de Mapeamento Anual da Cobertura e Uso do Solo do Brasil (MapBiomas), referentes ao período de 2000 a 2020. Constatou-se que o espaço rural é organizado, prioritariamente, com base em atividades agropecuárias tradicionais, com pequenos produtores de caprinos que além da carne, comercializam o couro – com a finalidade de fabricação de peças derivadas desse material. A inserção da apicultura, em 2004, e da piscicultura, em 2013, surgiram associadas à pecuária extensiva, mostrando-se presentes em diversas localidades. O manejo do solo ainda é realizado com baixo padrão tecnológico e a silvicultura está distribuída no espaço rural. Contudo, apresenta um grande potencial para o desenvolvimento no setor agropecuário, beneficiado pela diversidade climática. Outrossim, assimilou-se um crescimento na produção e na abertura de tanques de peixes na extensão do espaço rural ao norte da sede do município, cuja comercialização é realizada localmente e para municípios vizinhos. Além dessas atividades econômicas relacionadas à pecuária, observou-se a produção de cana-de-açúcar – que faz parte das atividades temporárias de longa duração –, e em menor proporção, a extração vegetal de pó de carnaúba, carvão vegetal, lenha e madeira em tora. Portanto, contempla-se que o rural e sua forma de organização participam de uma parcela da formação do PIB do município de São Miguel do Tapuio. Entretanto, a expansão das atividades agropecuárias vem provocando na cobertura da terra alterações da vegetação nativa. Isso posto, constataram-se dois cenários distintos, em consonância com os biomas analisados, visto que o municipio se encontra em uma área de transição. No Cerrado, a expansão da cana-de-açúcar apesar de não captada pelo Projeto Mapbiomas foi provocada pelo aumento do rendimento da produção e de seus derivados. Por outro lado, na Caatinga, a alteração da cobertura da terra manifestou-se como decorrência do crescimento das áreas de pastagens, tendo em vista que esse bioma não apresenta condições de clima e solo propícias ao desenvolvimento de culturas agrícolas, pois é acometido por secas periódicas. Em relação as classes mapeadas pelo Mapbiomas, as classes - mosaicos de agricultura e pastagem estão na região da caatinga, enquanto afloramento rochoso e formação campestre estão na região do cerrado. Ademais, o principal tipo de cobertura suprimido foi a formação savânica, típica do Cerrado, seguida das formações campestres, apesar de ter sido em menor proporção. A classe corpos d’água sofreram aumento, em tese está relacionado a produção de peixe. Por fim, os resultados encontrados nesta pesquisa corroboram com a importância de pesquisas com maiores amplitudes sobre o espaço rural no município em apreço.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423405 - JAIRA MARIA ALCOBACA GOMES
Interno - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Interno - 1167867 - PAULO ROBERTO RAMALHO SILVA
Externo à Instituição - ELISÂNGELA GUIMARÃES MOURA FÉ - IFMA
Externo à Instituição - JOSÉ EDILSON DO NASCIMENTO - IFMA
Notícia cadastrada em: 05/06/2023 16:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 12/07/2024 15:47