Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCA VANESSA BARROS COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA VANESSA BARROS COSTA
DATA: 07/12/2015
HORA: 16:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Nutrição-UFPI
TÍTULO:

"Estado Nutricional de Pré-escolares e sua Relação com a Anemia"


PALAVRAS-CHAVES:

estado-nutricional, pré-escolares, anemia


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
SUBÁREA: Análise Nutricional de População
RESUMO:

O estado nutricional de uma população, sobretudo o das crianças, é um excelente indicador da qualidade de vida, espelhan­do o modelo de desenvolvimento de uma determinada sociedade. Acompanhar a situação nutricional das crianças constitui instrumento essencial para aferição das condições de saúde da população infantil tornando-se uma oportunidade ímpar para se obter medidas objetivas da evolução das condições de saúde de uma população (BRASIL; 2002a). A anemia causada por deficiência de ferro afeta pessoas de todas as classes sociais, e está intimamente relacionada com a pobreza, com os baixos níveis educacionais e com as precárias condições sociais, devido à baixa ingestão ou à falta de acesso a alimentos ricos em ferro (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2008; AILINGER et al, 2009; SATO et al, 2010). As variáveis de medidas antropométricas, fatores bioquímicos e sócio- econômicos, bem como o sexo, nível educacional, renda, idade, índice de massa corporal (IMC), sazonalidade e parasitologia são comumente associados com os níveis de hemoglobina. Todos estes podem ser determinantes na biodisponibilidade de ferro (SKJELBAKKEN et al, 2010 BAART et al, 2011; MARQUES, et al, 2015).Diante do exposto, o presente trabalho visou avaliar o estado nutricional de pré-escolares e sua relação com a anemia.O estudo foi desenvolvido com pré-escolares matriculados na Rede Municipal (Centros Municipais de Educação Infantil(CMEIS) e em uma Escola Privada de referência da Cidade de Teresina, Capital do Piauí.Foram pesquisadas 2016 crianças. Destas, 1210 (60%) eram de escolas públicas e 806 (40%) de escolas privadas do Município de Teresina-PI.Os pais de crianças matriculadas nas escolas públicas e privadas, com relação à situação sócio-econômica e cultural obtiveram rendas e escolaridades diferentes, mas apesar disso não houve influência no estado nutricional das crianças.Observou-se que, nas escolas públicas além da eutrofia havia em grande porcentagem presença do excesso de peso, diferente do resultado verificado na escola privada, onde embora tenha o excesso de peso, houve presença da obesidade em algumas crianças. A prevalência da anemia, ainda que presente nas crianças das escolas públicas foi moderada com  26,3%. Entre as crianças anêmicas, a maioria encontrou-se eutrófica em relação ao estado nutricional.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CAROLINA VIEIRA DE MELLO BARROS PIMENTEL - UNIP
Externo ao Programa - 1167593 - KEILA REJANE OLIVEIRA GOMES
Presidente - 1167746 - REGILDA SARAIVA DOS REIS MOREIRA ARAUJO
Externo à Instituição - SONIA TUCUNDUVA PHILIPPI - USP
Notícia cadastrada em: 09/11/2015 18:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 20/05/2024 04:06