Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOAO PAULO DA SILVA SAMPAIO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOAO PAULO DA SILVA SAMPAIO
DATA: 27/12/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Sala do conselho Departamental
TÍTULO: Polifomorfismo do Receptor da Vitamina D (VDR) em mulheres com câncer de mama
PALAVRAS-CHAVES: Polimorfismo, VDR, Câncer de mama.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: O câncer de mama é uma doença multifatorial e envolve um desequilíbrio entre fatores genéticos, dietéticos, hormonais e reprodutivos, sendo determinada principalmente pela ocorrência de mutações ou de alguma ativação anormal de genes que controlam o crescimento e a mitose celular. Estudos têm mostrado que o receptor da Vitamina D (VDR) está presente numa variedade de tipos de células, incluindo células malignas e normais da mama, e está envolvida na proliferação celular e redução da apoptose, bem como no crescimento e agressividade do câncer mamário. Assim, a variante polimórfica do gene VDR ApaI (rs7975232) destaca-se como possível biomarcador no câncer de mama. Objetivo: Avaliar a associação entre o polimorfismo de nucleotídeo único do gene VDR e o câncer de mama. Pacientes e Métodos: estudo transversal controlado, envolvendo 140 mulheres, conforme dimensionamento amostral, atendidas no Setor de Mastologia do Hospital Getúlio Vargas da Universidade Federal do Piauí e Hospital S. Marcos. As mulheres foram divididas em dois grupos: grupo I, caso (mulheres com câncer de mama, n=70) e grupo II, controle (mulheres sem câncer de mama, n=70). Uma pequena amostra de 3 ml de Sangue periférico foi coletado das participantes para estudo do DNA genômico extraído de leucócitos pela técnica de genotipagem por Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real (RT-PCR). Resultados: O genótipo aa esteve presente em 16 mulheres (22,8%) do grupo I (caso) e em 10 (14,3%) do grupo controle (p=0,133), enquanto a frequência do genótipo Aa foi em 31 (44,4%) mulheres do grupo I (caso) e em 30 (42,9%) das mulheres do grupo controle (p=0,051). Com relação ao status menopausal, as mulheres em pós-menopausa que apresentaram o genótipo Aa tiveram uma maior associação com o câncer de mama (0,035) Conclusão: Os dados sugerem que a presença do genótipo Aa do polimorfismo ApaI (rs7975232) está associado à susceptibilidade ao câncer de mama em mulheres pós-menopausa.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2572995 - AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
Presidente - 423488 - BENEDITO BORGES DA SILVA
Interno - 3373256 - PEDRO VITOR LOPES COSTA
Externo à Instituição - TATIANA VIEIRA SOUZA CHAVES - UNINOVAFAPI
Notícia cadastrada em: 19/12/2017 14:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 22/05/2024 18:42