Notícias

Banca de DEFESA: LAÍS ROCHA LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAÍS ROCHA LIMA
DATA: 20/08/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do departamento de microbiologia e parasitologia -CCS Campus Universitário Ministro Petrô
TÍTULO: Perfil de resistência e presença de bomba de efluxo em isolados clínicos de acinetobacter spp em Teresina-PI
PALAVRAS-CHAVES: Acinetobacter baumannii, Infecções relacionadas à assistência à saúde. Resistência bacteriana.
PÁGINAS: 114
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Acinetobacter baumannii é um patógeno oportunista causador de infecções relacionadas à assistência à saúde ( IRAS) , especialmente  em unidades de terapia intensiva (UTI). Suas crescentes taxas de resistência a múltiplas drogas representam um grave problema de saúde pública. O presente estudo teve como objetivos analisar o perfil epidemiológico de 106 pacientes internados no hospital de urgências de Teresina, Piauí, Brazil, bem como investigar o perfil de resistência das amostras de Acinetobacter isoladas destes pacientes. A identificação e a determinação do perfil de resistência dos isolados clínicos foram realizadas pelo método automatizado no BD PHOENIX 5.1. Para determinar a ocorrência de mecanismo de resistência mediado por bomba de efluxo, a concentração inibitória mínima de diferentes antibióticos foi determinada na presença e na ausência do Carbonilcianeto m-clorofenil-hidrazona. Observou-se que ,  a maioria dos pacientes era do sexo masculino (69%), entre 20 a 60 anos (56,6%) e com infecções do trato respiratório (77.3%).  Dos 106 isolados, 101 eram A. baumannii e 5 Acinetobacter spp ,e ntre os isolados clínicos de A. baumannii verificou-se um elevado percentual (96.0%) de cepas multirresistentes, com maior prevalência de resistência à gentamicina (98.0%), ceftriaxona (94.3%), ceftazidima (92.0%), ciprofloxacina (90.5%) e levofloxacina (90.5%). Por outro lado, todas as cepas foram sensíveis à colistina. A ocorrência de resistência mediada por bomba de efluxo foi verificada em 26.4%, 16,0% e 8.5% das cepas resistentes à ceftazidima, amicacina e ciprofloxacina, respectivamente. Estes resultados alertam para a necessidade da implementação de medidas preventivas visando reduzir a prevalência de cepas de A. baumannii multirresistentes no ambiente hospitalar.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2714919 - DANIEL DIAS RUFINO ARCANJO
Externo ao Programa - 1543947 - GIRLENE SOARES DE FIGUEIREDO
Externo à Instituição - LILINE MARIA SOARES MARTINS - UESPI
Presidente - 423325 - VIRIATO CAMPELO
Notícia cadastrada em: 03/08/2018 14:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 30/05/2024 00:35