Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIS EDUARDO SOARES DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIS EDUARDO SOARES DOS SANTOS
DATA: 24/12/2019
HORA: 15:00
LOCAL: Universidade Federal do Piauí - CSHNB
TÍTULO: MATURAÇÃO SEXUAL E FATORES DE RISCO CARDIOVASCULAR EM ADOLESCENTES
PALAVRAS-CHAVES: Adolescente. Maturidade Sexual. Indicadores Antropométricos. Fatores de Risco.
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: Saúde da Criança e do Adolescente
RESUMO:

A adolescência é considerada uma fase de diversas mudanças físicas e psicossociais. Com isso, estudos têm apontado que há uma ligação considerável entre a maturação sexual e o aumento da massa corporal e da adiposidade corporal em adolescentes podendo levar ao aumento de riscos cardiovasculares. Objetivou-se investigar a relação entre maturação sexual e os riscos cardiovasculares em adolescentes. Trata-se de uma pesquisa de cunho transversal e quantitativo. Foi realizada em domicílios na cidade de Picos, de março de 2018 a outubro de 2019. Os sujeitos incluídos na pesquisa foram 345 adolescentes com idade de 10 a 19 anos de ambos os sexos. Foram coletados dados sociodemográficos, clínicos e antropométricos. As variáveis clínicas analisadas foram a pressão arterial e Acantose Nigricans, e as antropométricas foram índice de massa corporal, circunferência do pescoço, prega cutânea tricipital, prega cutânea subescapular, circunferência da cintura e índice de conicidade. Os dados foram avaliados por meio de análise descritiva, inferencial (associação e correlação) e fatorial (análise de componentes principais), considerando a variável com associação quando p<0,05 e intervalo de confiança de 95%. O trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí/UFPI com o número de parecer 2.552.426. A prevalência foi do sexo feminino (53%), média de idade foi de 14,58 anos, a maioria se autodeclaram pardos (57,9%), solteiros (99,4%), 17,9% estão na 3ª série do ensino médio e 93,5% informaram não possuir nenhum tipo de vínculo empregatício. A maioria dos adolescentes foram classificados como normotensos (66,1%) e 86,7% apresentaram ausência de Acantose Nigricans. A média de altura foi de 1,61 metros, a de peso foi de 54,69kg. Quanto ao IMC a prevalência foi o peso normal (73%), a média da CP foi de 30,11 cm, a prega cutânea tricipital foi de 16,22 cm, a prega cutânea subescapular foi de 13,73 cm, a circunferência da cintura foi 76,46 cm e o índice de conicidade foi de 1,12. A maioria dos adolescentes encontravam-se no estágio 4 de maturação sexual, em ambos os sexos. A Análise de Componentes Principais gerou 3 componentes de risco cardiovascular (Componente de Risco Cardiovascular 1, Componente de Risco Cardiovascular 2, Componente de Risco Cardiovascular 3) advindos do agrupamento das variáveis clínicas e antropométricas. Desta forma, os 3 componentes explicaram 69,37% da variância dos dados. Em seguida, foi realizado um teste de correlação entre os componentes e os estágios de maturação sexual. Tal análise mostrou que houve correlação positiva entre o desenvolvimento das mamas com o Componente de Risco Cardiovascular 1 e o Componente de Risco Cardiovascular 2, e correlação negativa entre mamas e o Componente de Risco Cardiovascular 3. Entre os meninos, observou-se que o desenvolvimento dos testículos e pelos pubianos estiveram positivamente correlacionados com o Componente de Risco Cardiovascular 2 e inversamente correlacionados com o Componente de Risco Cardiovascular 3. Conclui-se que houve relação entre o processo de maturação sexual e as variáveis representativas dos riscos cardiovasculares em adolescentes, mesmo que não em sua totalidade. Portanto, é de suma importância considerar, dentro da avaliação das medidas corporais e pressóricas, o estadiamento puberal desses sujeitos, visto que foi evidenciada a real influência de uma sob a outra.


MEMBROS DA BANCA:
Notícia cadastrada em: 24/12/2019 08:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 30/05/2024 02:54