Notícias

Banca de DEFESA: MONALISA SILVA MATOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MONALISA SILVA MATOS
DATA: 12/02/2020
HORA: 09:00
LOCAL: : Auditório Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Petrônio Portella
TÍTULO: INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POTENCIAIS EM PACIENTES DE UMA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO
PALAVRAS-CHAVES: Hipertensão. Diabetes Mellitus. Interações de Medicamentos. Efeitos Adversos. Polimedicação.
PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

A diabetes mellitus (DM) e a hipertensão arterial sistêmica (HAS) são duas das doenças crônicas não transmissíveis mais prevalentes na sociedade. Não raro encontram-se indivíduos diabéticos que apresentam HAS, por conta da associação entre os fatores de risco, fazendo com que esses pacientes que utilizam anti-hipertensivos e medicamentos hipoglicemiantes simultaneamente sejam mais susceptíveis às Interações Medicamentosas (IM). Diante disso, a presente pesquisa teve como objetivo avaliar interações medicamentosas potenciais em indivíduos adultos com histórico de hipertensão e diabetes atendidos em Unidade de Pronto Atendimento na cidade de Caxias – MA. Realizou-se um estudo observacional, de caráter descritivo e retrospectivo, onde foram avaliados 373 prontuários de pacientes com hipertensão e/ou diabetes, atendidos durante julho de 2016 até dezembro de 2018. Foram coletados dados sociodemográficos, clínicos e farmacológicos dos pacientes e realizada a identificação dos fármacos e a sua classificação de acordo com o Anatomical Therapeutic Chemical. Os medicamentos prescritos foram analisados quanto a ocorrência de IM expostas, reações adversas potenciais e classificados quanto a sua gravidade (alta, moderada e baixa). Empregou-se a estatística descritiva simples e analítica na análise dos dados, utilizando o software Statistical Packager for the Social Sciences, versão 18.0, além da aplicação do teste Qui-quadrado para verificação de possíveis associações. Os resultados mostraram que 61% do público atendido foi constituído por mulheres, com a média de idade de 62 anos, com média de 3,912 fármacos prescritos por paciente, sendo que 88,31% eram moradores da cidade de Caxias - Ma. Quanto as enfermidades, 248 pacientes atendidos apresentaram HAS, 71 pacientes HAS associada ao DM e 54 pacientes apresentaram somente DM. As classes terapêuticas mais utilizadas, de acordo com Anatomical Therapeutic Chemical, foram as destinadas para distúrbios do trato alimentar e metabolismo (30%), seguidas pelas classes com ação no sistema cardiovascular (19%), sistema nervoso e sistema linfohematopoiético, ambos com 15%. Dentre os anti-hipertensivos mais utilizados, a losartana foi o fármaco mais prescrito (86 receituários), enquanto para os antidiabéticos identificou-se a glibenclamida e metformina como sendo as mais utilizadas, com 23 prescrições cada. A IM mais presente entre indivíduos com HAS+DM foi a associação simultânea entre losartana com glibenclamida e metformina (n = 10). Ao avaliar a gravidade das IM em pacientes com HAS, DM e HAS + DM, constatou-se que a maioria era de gravidade moderada, com 51,10%, 51,79% e 62,42%, respectivamente. Entre os efeitos adversos encontrados em pacientes com HAS, a disfunção renal foi a mais frequente (13%), devido a associação entre captopril com dipirona e de losartana com dipirona. Em pacientes com DM, a hipoglicemia foi a reação adversa preponderante devido a associação de insulina e metformina em 33% das prescrições. Entre os pacientes atendidos com HAS+DM, as interações medicamentosas verificadas foram hipoglicemia, disfunção renal e aumento da pressão arterial, presentes em 9% dos receituários. Os dados obtidos sugerem que os pacientes com HAS e/ou DM são susceptíveis aos efeitos das IM devido ao número de fármacos associados, ressaltando a necessidade de profissionais capacitados para garantir a qualidade e segurança da terapêutica e, assim, minimizar e/ou prevenir as consequências dos efeitos decorrentes de potenciais associações entre fármacos.

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FÁTIMA DE CÁSSIA EVANGELISTA DE OLIVEIRA - UFC
Presidente - 1654493 - MARCIA DOS SANTOS RIZZO
Externo ao Programa - 2199134 - MARCILIA PINHEIRO DA COSTA
Externo ao Programa - 4316806 - SABRINA MARIA PORTELA CARNEIRO
Notícia cadastrada em: 27/01/2020 14:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 30/05/2024 01:17