Notícias

Banca de DEFESA: LETÍCIA DE SOUSA MILANEZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LETÍCIA DE SOUSA MILANEZ
DATA: 08/09/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: ATENÇÃO À SAÚDE DAS MULHERES LÉSBICAS: EXPERIÊNCIAS E PRÁTICAS DAS ENFERMEIRAS DA ATENÇÃO BÁSICA
PALAVRAS-CHAVES: Cuidados de Enfermagem. Minorias Sexuais e de Gênero. Lésbica. Saúde da Mulher. Atenção Primária à Saúde.
PÁGINAS: 151
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

CONSIDERAÇÕES INICIAIS: As mulheres lésbicas enfrentam desafios quando buscam atendimento nos estabelecimentos de saúde, como situações de exclusão e violência. A atenção Básica é a principal porta de entrada do sistema de saúde brasileiro e as enfermeiras, profissionais atuantes nesse setor, devem desenvolver estratégias que permitam minimizar desigualdades e iniquidades entre os usuários. O objeto de estudo desta pesquisa foi delimitado como: “Experiências e práticas das enfermeiras da Atenção Básica voltadas para a atenção à saúde das mulheres lésbicas”. OBJETIVOS: Relatar as experiências e identificar as práticas das enfermeiras da Atenção Básica quanto à assistência à saúde das mulheres lésbicas; Identificar as especificidades da assistência à saúde das mulheres lésbicas, reconhecidas pelas enfermeiras da Atenção Básica; Levantar as dificuldades encontradas, pelas enfermeiras da Atenção Básica, no cotidiano das práticas de atenção à saúde das mulheres lésbicas. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa e o método escolhido foi o Método de Interpretação de Sentidos, realizada junto a 15 enfermeiras da Atenção Básica de Teresina, Piauí. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Federal do Piauí, por meio do parecer nº 4.277.719.  A coleta de dados ocorreu em janeiro de 2021, por meio de entrevistas semiestruturadas, as quais foram gravadas e posteriormente transcritas. Os dados foram tratados, por meio do software NVivo, a análise dos dados gerou sete códigos e onze subcódigos, representadas graficamente em nuvem de palavras. A interpretação das narrativas das enfermeiras foi feita, com base no marco teórico-conceitual de Pierre Bourdieu. RESULTADO E DISCUSSÃO: Os dados são apresentados em forma de artigos, um de reflexão “Impactos da pandemia da Covid-19 na saúde das mulheres lésbicas”, um de revisão integrativa “Experiências de mulheres lésbicas e atitudes de enfermeiras nos serviços de saúde”, e um original “Atenção à saúde das mulheres lésbicas: experiências e práticas das enfermeiras da Atenção Básica”. CONSIDERAÇÕES FINAIS: As práticas de saúde das enfermeiras são influenciadas principalmente pelas crenças, valores pessoais e falta de conhecimento, fazendo com que as especificidades das mulheres lésbicas não sejam reconhecidas no âmbito da Atenção Básica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 020.413.613-01 - BRENO DE OLIVEIRA FERREIRA - UFAM
Interno - 423325 - VIRIATO CAMPELO
Interno - 1551620 - MARIA ZELIA DE ARAUJO MADEIRA
Externo à Instituição - ADRIANA DAS NEVES SILVA - IFRJ
Notícia cadastrada em: 06/09/2021 08:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 30/05/2024 03:41