Notícias

Banca de DEFESA: JIVAGO GENTIL MOREIRA PINTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JIVAGO GENTIL MOREIRA PINTO
DATA: 28/12/2021
HORA: 16:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: “APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO EM PACIENTES HOSPITALIZADOS EM PRÉ-OPERATÓRIO DE CIRURGIA ELETIVA”
PALAVRAS-CHAVES: Apneia obstrutiva do sono. Período Pré-Operatório. Hospitalização
PÁGINAS: 57
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

 

INTRODUÇÃO: A prevalência de apneia obstrutiva do sono na população cirúrgica é alta e pode variar amplamente de acordo com a condição médica e tipo de cirurgia. A identificação precoce de apneia obstrutiva do sono em pacientes cirúrgicos pode reduzir prejuízos à evolução clínica minimizando complicações durante o intra e o pós-operatório desses pacientes. OBJETIVO: Avaliar o risco de apneia obstrutiva do sono em pacientes hospitalizados em pré-operatório de cirurgia eletiva. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo transversal e analítico, realizado em um hospital universitário do nordeste do Brasil. A coleta de dados ocorreu no período de maio a agosto de 2021. Foram critérios de inclusão na pesquisa idade igual ou superior a 18 anos, estar internado aguardando a realização de procedimento cirúrgico eletivo e apresentar condições clínicas estáveis, formando uma amostra de conveniência de 105 pacientes. Para a coleta de dados, foi utilizado um formulário com dados sociodemográficos e antecedentes pessoais. Para a avaliação do risco de apneia obstrutiva do sono foi utilizado o questionário STOP-Bang (acrônimo em inglês para Snoring, Tiredness, Observed apnea, high blood Pressure, Body mass index, Age, Neck circumference, and Gender). Todos os participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí, sob o parecer número 4.628.194. Foram calculadas estatísticas uni e bivariadas com o software IBM® SPSS®, versão 26.0. RESULTADOS: Predominaram pacientes hospitalizados classificados com risco intermediário-alto para apneia obstrutiva do sono (61%). Dentre aqueles hospitalizados para cirurgia cardíaca, foi significativa a frequência de pacientes em risco para apneia obstrutiva do sono (p=0,025). Foi significativa a frequência de pacientes em risco para apneia obstrutiva do sono do sexo masculino (p=0,006), maior média de idade (p<0,001), ronco alto e frequente (p<0,001), IMC (p=0,011) e circunferência do pescoço (p<0,001). Além disso, foi verificada correlação estatisticamente significativa, porém, fraca entre o nível de sonolência diurna excessiva e o nível de risco de síndrome da apneia obstrutiva do sono (p=0,007; r=0,261). CONCLUSÃO: O nível de risco para apneia obstrutiva do sono nos pacientes em pré-operatório de cirurgia eletiva foi elevado, sinalizando-se que esse parece ser um problema recorrente em indivíduos hospitalizados para esse fim.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANNE SHIRLEY MENEZES COSTA - UESPI
Externo ao Programa - 1792692 - LUIZ AYRTON SANTOS JUNIOR
Interno - 1551620 - MARIA ZELIA DE ARAUJO MADEIRA
Presidente - 2365867 - MAURICIO BATISTA PAES LANDIM
Notícia cadastrada em: 15/12/2021 09:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 20/05/2024 03:19