Notícias

Banca de DEFESA: PEDRO LUCAS ALVES FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PEDRO LUCAS ALVES FERREIRA
DATA: 19/07/2023
HORA: 08:00
LOCAL: Sala do mestrado em ciências e saúde
TÍTULO: EXPRESSÃO DO ANTÍGENO KI-67 NAS CÉLULAS TECAIS OVARIANAS DE RATAS EM ESTRO PERMANENTE TRATADAS COM EXEMESTANO.
PALAVRAS-CHAVES: Antigeno Ki-67, Células Técais, Exemestano, Estro Permanente.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é um distúrbio heterogêneo, metabólico e reprodutivo, que afeta 5–10% das mulheres na idade reprodutiva, constituindo assim a mais comum endocrinopatia humana feminina. Um modelo animal que mimetiza síndrome dos ovários policísticos, em que há produção androgênica e estrogênica constante, sem oposição da progesterona, é a rata em estro permanente e que vem despertando o interesse para o estudo dos efeitos de drogas endócrinas, embora ainda não esteja claro os seus efeitos nos epitélios de orgãos reprodutores de mulheres com ovários funcionantes, ou seja, pré-menopáusicas. Objetivo: Avaliar a expressão do antígeno Ki-67 em células tecais de ratas em estro permanente tratadas com exemestano. Métodos: Trata-se de um estudo experimental, randomizado e placebo. Vinte e quatro ratas Wistar adultas, virgens e em estro permanente foram distribuídas aleatoriamente em 2 grupos: grupo I - controle (n=12) que receberam propilenoglicol e grupo II - experimental (n=12) que receberam 10mg/kg/dia de Exemestano (Aromasin®) diluídos em 0,5mL de propilenoglicol durante 28 dias consecutivos. No 29° dia, realizou-se eutanásia das ratas e a remoção do terço proximal do útero, sendo colocados em formol tamponado a 10%. Os tecidos foram fixados em blocos de parafina, para posterior confecção de lâminas com estudo imuno histoquímico padronizado. As células com núcleos corados em marrom foram consideradas positivas para expressão de Ki-67. Os dados comparativos entre os grupos foram analisados utilizando test t de Student (p < 0,05). O protocolo deste estudo foi aprovado pelo Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) - UFPI, por meio do parecer nº 641/20. Resultados: As porcentagens médias de núcleos corados com Ki-67 por 500 células nas células tecais ovarianas de ratas em estro permanente foi de 374 e 263 nos grupos I (controle) e II (Exemestano), respectivamente (p=0,07). Conclusão: O Exemestano (Aromasin®) administrado na dose de 10mg/kg/dia diluído em 0,5mL de propilenoglicol aplicados em ratas durante 28 dias consecutivos, não reduziu a expressão do Ki-67 nas células tecais de ratas em estro permanente no grupo estudado.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3373256 - PEDRO VITOR LOPES COSTA
Interno - 423584 - IONE MARIA RIBEIRO SOARES LOPES
Interno - 1551620 - MARIA ZELIA DE ARAUJO MADEIRA
Externo à Instituição - DANYLO RAFHAEL COSTA SILVA - UESPI
Notícia cadastrada em: 10/07/2023 14:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 30/05/2024 02:49