Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TEREZA CRISTINA ARAUJO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TEREZA CRISTINA ARAUJO DA SILVA
DATA: 31/10/2018
HORA: 13:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: RISCO PARA SÍNDROME LOCOMOTORA EM IDOSOS E FATORES ASSOCIADOS
PALAVRAS-CHAVES: Idoso. Idoso de 80 Anos ou mais. Idoso fragilizado. Locomoção. Envelhecimento Saudável.
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A síndrome locomotora consiste em uma condição clínica caracterizada por uma redução das funções de mobilidade em virtude de uma disfunção em órgãos locomotores. Esta tem sem se mostrado fortemente associada aos principais distúrbios musculoesqueleticos prevalentes na população idosa; impactando significativamente na capacidade funcional do idoso, pondo-o em risco potencial de tornar-se dependende de cuidados de terceiros.Trata-se de um estudo transversal, que objetivou avaliar o risco para a Sídrome locomotoro em idosos e fatores associados. Participaram da pesquisa até o momento 159 idosos cadastrados à um nucleo de promoção da terceira idade, sediado em um centro social localizado no municipio de Teresina-PI. A coleta de dados iniciou no mês de março de 2018 e segue em desenvolvimento ainda, porém próximo da finalização. Esta se deu por meio da aplicação de um formulário para caracterização sociodemografica, clinica e de ocorrencia de quedas; da escala geriatrica da função locomotora de 25 itens (GLFS-25-P) e do índice de vulnerabilidade clínico-funcional de 20 itens (IVCF-20). A amostragem foi do tipo não-probabilística, por conveniência. Os dados foram analisados por meio do programa Statistical Package for the Social Sciences – SPSS, sendo realizadas até o momento análises estatísticas descritivas simples. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Federal do Piauí e atendeu os termos preconizados da Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde (CNS). Dos participantes 90% eram do sexo feminino, com idade média de 70, 1 anos; 88% referiram ser alfabetizados; 66% se auto declararam da cor parda; 36% referiram estado civil casado e 92% possuiam renda, sendo a aposentadoria a principal fonte. Destes 12% eram etilistas e 100% da amostra referiram não fumar no atual momento e praticar atividade física. A hipertensão arterial sistêmica e doenças musculoesqueleticas, representadas pela osteoporose e artrose, foram autoreferidas, respectivamente, por 71,4% e 53% do total de participantes. Quanto a ocorrência de queda no último ano, 40% relataram terem sofrido pelo menos uma queda. No que concerne ao grau de vulnerabilidade clínico funcional e ao risco para SLo, 56% apresentaram baixo risco de vulnerabilidade e 68% não apresentaram risco para a SLo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Interno - 1655148 - GRAZIELLE ROBERTA FREITAS DA SILVA
Externo à Instituição - JUAN JOSÉ TIRADO DARDER - CEU
Presidente - 423632 - MARIA DO LIVRAMENTO FORTES FIGUEIREDO
Notícia cadastrada em: 18/10/2018 14:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 17:12