Notícias

Banca de DEFESA: CRISTIANO LEONARDO DE ALAN KARDEC CAPOVILLA LUZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CRISTIANO LEONARDO DE ALAN KARDEC CAPOVILLA LUZ
DATA: 09/04/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Video Newton Lopes
TÍTULO:

HERMENÊUTICA E CIÊNCIAS HUMANAS:

A reabilitação da tradição humanista como experiência de verdade em Hans-Georg Gadamer.


PALAVRAS-CHAVES:

 ciência do espírito, verdade, história efeitual, dialética, hermenêutica.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Filosofia
SUBÁREA: Epistemologia
RESUMO:

O trabalho parte da investigação de Gadamer sobre as condições teóricas que levaram as ciências humanas (Geisteswissenschaften) a se considerarem autônomas e particulares frente à antiga tradição das humanidades que já existia e se fazia valer enquanto conhecimento prático e compreensão da sociedade. É frente a essa abertura a uma tradição de conhecimento que a hermenêutica filosófica realiza uma “arqueologia” dos conceitos humanistas. Sua intenção é desvelar o quanto de verdade ficou fora da abordagem das ciências humanas ao se fundamentarem na metodologia oriunda das ciências naturais. É na impossibilidade de escapar dos pressupostos ontológicos e metafísicos do compreender que reside a abertura para tratar das ciências humanas mesmo além dos paradigmas epistemológicos da modernidade. É pela ótica dos problemas filosóficos que as ciências humanas devem ser abordadas. Assim, é perante essa milenar tradição que as ciências humanas ganham um aspecto histórico, associando-se as escolhas teóricas e decisões práticas que levaram nossa sociedade a tratar como objeto particular elementos fundamentais da nossa existência. Os que hoje são tratados na forma de objetos de um sujeito epistêmico, sempre existiram como componente básico da vida social e histórica. Ambos, sociedade e história, formam o campo ontológico sob o qual se debruça a hermenêutica da compreensão. A hermenêutica vem justamente argumentar que há verdade nas humanidades para além da jurisdição epistemológica da ciência moderna. Esse encobrimento das verdades históricas não seria somente uma questão do conhecimento puro, mas diz respeito, em grande medida, a nossa atual crise ética e de valores. A crise das ciências humanas seria, pois, uma crise da nossa própria civilização. O tecnicismo social, a busca pela eficácia dos meios e uma aporia sobre a finalidade do nosso agir, não estariam dissociados desse tratamento dado às humanidades. Diante das questões acima apresentadas, o objetivo geral da dissertação é: analisar a proposta de retomada dos conceitos humanistas como condição para uma abordagem hermenêutico-filosófica das ciências humanas, ou, dito de outra forma, retomar a questão da verdade nas ciências humanas como uma experiência que está para além dos constrangimentos metodológicos impostos pela epistemologia moderna.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 253.827.303-00 - ALMIR FERREIRA DA SILVA JÚNIOR - UFMA
Interno - 1571966 - GUSTAVO SILVANO BATISTA
Externo à Instituição - PAULO CESAR DUQUE ESTRADA - PUC - RJ
Notícia cadastrada em: 13/03/2015 15:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/08/2022 03:38