Notícias

Banca de DEFESA: INGRID MACÊDO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: INGRID MACÊDO DE OLIVEIRA
DATA: 07/03/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do curso de Odontologia – Bloco 10
TÍTULO: Dentiçao do Tatu ( Dasypus novemcictus , Xenarthra, Linneus, 17980): um possível modelo para pesquisas em odontologia.
PALAVRAS-CHAVES: Dente, Xenarthra, Dentição, Dente Permanente, Tatu.
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

Os Xenarthras compõem um grupo de mamíferos com apomorfias que caracterizam o clado, dentre as peculiaridades destacamos a dentição. O gênero Dasypus é o único com duas gerações funcionais de dentes: decídua e permanente. O objetivo do presente estudo foi descrever as dentições decídua e permanente do tatu verdadeiro, (Dasypus novemcinctus). Dezesseis animais foram doados mortos e congelados pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio-PI). Após o descongelamento dos mesmos, procedeu-se a fixação e dissecação para acesso aos elementos dentários na cavidade oral. Análises macroscópica e morfométrica foram realizadas por meio de estereomicroscópio e mensuração com paquímetro digital, e as estruturas fotografadas. Modelos de gesso da maxila e mandíbula foram confeccionados para reprodução das estruturas e hemimandíbulas diafanizadas para visualização macroscópica das características internas. Tomadas radiográficas padronizadas foram obtidas dos elementos dentários in situ. Os dentes foram removidos, descalcificados, processados histologicamente, corados pela Hematoxilina-eosina e analisados em microscopia de luz. Observou-se tatus em quatro condições dentárias distintas, filhote com dentição decídua incompleta, adulto jovem com dentição decídua completa e os oitavos elementos permanentes e tatus adultos em dentição mista e permanente. Os dentes decíduos de Dasypus novemcinctus são braquiodontes. A região radicular tem diâmetro maior que a coronária e há duas raízes, mesial e distal, que unem-se em uma furca arredondada. Estruturalmente são constituídos por cemento celular, ortodentina e osteodentina. O tecido pulpar ricamente vascularizado situa-se na porção centro-inferior e adentra as raízes até a porção mediana. Os permanentes são hipsodontes. O diâmetro é o mesmo em todo o longo eixo, não há colo dentário e raízes verdadeiras. Observou-se somente cemento e ortodentina com a polpa na porção centro inferior. Em ambos, as coroas clínicas dividem-se em faces e cúspides estão presentes. Os animais, com exceção do filhote apresentam dimensões craniométricas e dentárias próximas. Concluiu-se que em Dasypus novemcinctus, a porção coronária é semelhante em ambas as dentições decídua e permanente. A radicular, no entanto, diferencia-se, sendo necessárias radiografias para distingui-las no animal vivo. Este conhecimento pode ser utilizado para auxiliar na estimativa de faixa etária em tatus da espécie estudada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2572995 - AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
Externo ao Programa - 423585 - EUNICE ANITA DE MOURA FORTES
Interno - 1654493 - MARCIA DOS SANTOS RIZZO
Externo ao Programa - 423670 - MARIA IVONE MENDES BENIGNO GUERRA
Notícia cadastrada em: 21/02/2017 19:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/09/2022 22:02