Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: HELIO DE BARROS FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HELIO DE BARROS FERNANDES
DATA: 21/07/2016
HORA: 14:30
LOCAL: NUPCelt/UFPI/Teresina
TÍTULO:

Preparação de nanopartículas contendo α-terpineol e seus efeitos sob o trato gastrintestinal e sua farmacocinética. 


PALAVRAS-CHAVES:

α-terpineol, nanopartículas, quitosana, poli-metacrilato de metila, gastroproteção, etanol, ácido acético, antioxidante, GSH, óxido nítrico, cicatrização gástrica.


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A úlcera péptica constitui uma desordem do trato gastrintestinal que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, provocada pelo desequilíbrio entre os fatores agressores, como infecção Helicobacter pylori e uso crônico de AINES, e fatores citoprotetores, muco gástrico, barreira epitelial e microcirculação da mucosa gástrica. Os produtos naturais e seus derivados tem se mostrado efetivos no tratamento antiúlcera, por apresentarem ação gastroprotetora com menor incidência de efeitos adversos do que as medicações disponíveis no mercado. Os monoterpenos, compostos extraidos dos óleos essenciais de plantas aromáticas, são um diversificado grupo de moléculas que apresentam um largo espectro de atividades nos sistemas biológicos como um todo, incluindo contra úlceras gástricas. Dentro dessa categoria química encontra-se o α-terpineol, muito utilizado na indústria no controle de pragas e na indústria cometica e alimentícia, que apresentou efeitos antiúlcera em estudos preliminares de lesão aguda em roedores. Tendo em vista que o efeito protetor gástrico deste monoterpeno deve ser estudado com mais detalhes e que sua característica lipofílica e sua baixa meia-vida de eliminação são limitações farmacocinéticas importantes para o α-terpineol, este trabalho teve como objetivo investigar os seus possíveis mecanismos de ação na proteção gástrica assim como elaborar uma formulação de nanopartículas de quitosana ou poli-metacrilato de metila para melhorar seu perfil farmacocinético. No estudo de investigação dos mecanismos de ação, foram utilizados modelos de lesão aguda por etanol, etanol acidificado em camundongos e isquemia-reperfusão em ratos e em modelos crônicos indução de úlcera por ácido acético. O α-terpineol exibiu efeitos citoprotetores e cicatrizantes sobre a mucosa gástrica com aumento das defesas antioxidantes, produção de muco e diminuição da inflamação no local da lesão, através da participação de mediadores importantes como óxido nítrico e grupos sulfidrilas não-proteicos sem apresentar indicativos de toxicidade subcrônica. Na etapa final desse trabalho, as nanopartículas preparadas com os polímeros citados contendo α-terpineol passarão por processo de caracterização, serão testadas em modelos de lesão aguda e crônica em roedores e seus resultados comparados com aqueles obtidos com α-terpineol não incorporado.  


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167629 - FERNANDA REGINA DE CASTRO ALMEIDA
Externo ao Programa - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Externo ao Programa - 2457259 - MOISES TOLENTINO BENTO DA SILVA
Notícia cadastrada em: 06/07/2016 10:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 04:42