Notícias

Banca de DEFESA: FRANCILENE VIEIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCILENE VIEIRA DA SILVA
DATA: 11/01/2017
HORA: 14:00
LOCAL: NUPCelt/CCA/UFPI
TÍTULO: Investigação do potencial farmacológico dos monoterpenos carvacrol e linalol livres ou complexados e o desenvolvimento de formulação tópica para aplicações farmacêuticas. 
PALAVRAS-CHAVES: monoterpenos, gastroproteção, (-)-linalol, carvacrol, β-ciclodextrina, úlcera, cicatrização.
PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

As plantas e os produtos do seu metabolismo secundário foram e continuam sendo de grande relevância na área farmacêutica. Os óleos essenciais, produto desse metabolismo, são misturas naturais muito complexas que podem conter cerca de 20-60 componentes em concentrações muito diferentes, inclusos em dois grupos de origem biosintética distinta. O grupo principal é composto por terpenos e terpenóides e outro de componentes aromáticos e alifáticos. Os terpenos constituem o grupo mais abundante e estruturalmente mais diversificado de metabólitos secundários de plantas, representados principalmente pelos monoterpenos e sesquiterpenos. Os monoterpenos e seus derivados apresentam várias propriedades farmacológicas, como gastroprotetora, cicatrizante, antinociceptiva, anti-inflamatória, antioxidante e antidepressiva. O monoterpeno (-)-linalol presente no óleo essencial do orégano e em diversas espécies de plantas teve seus efeitos anti-inflamatórios e analgésicos amplamente sugeridos por vários estudos. Já o monoterpeno carvacrol presente no óleo essencial do orégano e em diversas espécies de plantas apresentou em estudos anteriores atividade anti-inflamatória, gastroprotetora e anti-ulcerogênica. O presente trabalho teve como objetivo investigar o potencial farmacológico do (-)-linalol e do carvacrol na forma livre ou complexado em β-ciclodextrina, com a finalidade de buscar maior estabilidade e segurança, melhorando sua atividade gastroprotetora e diminuindo suas eventuais toxicidades, através da sua investigação em diferentes modelos experimentais, agudos e crônicos de úlceras gástricas e no modelo de feridas cirúrgicas, bem como desenvolver uma formulação farmacêutica de uso tópico a partir desses bioprodutos. Nossos resultados sugerem que o (-)-linalol incorporado em β-ciclodextrina (LIN-βCD) revelou um efeito gastroprotetor significativamente melhorado, quando comparado com (-)-linalol (LIN) na forma não complexada (livre), sugerindo que essa melhora esteja relacionada ao aumento da sua solubilidade e estabilidade, bem como pela potencialização do perfil antioxidante deste monoterpeno. O carvacol complexado (CARV-βCD) apresenta atividade gastroprotetora superior, possivelmente por potencializar sua atividade antioxidante e cicatrizante quando comparado aos seus resultados na gastroproteção na forma não complexada (CARV), provavelmente por sua incorporação em β-ciclodextrina melhorar seu perfil gastroprotetor. Grande parte das pesquisas que estudam patologias cutâneas em prol do tratamento e da cura de feridas, utilizam modelos animais que se assemelham com a pele humana. A formulação tópica à base de carvacrol a 5% mostrou boa estabilidade, bem como reduziu significamente a área da ferida cirúrgica induzida em ratos, sendo gerado uma patente onde a referida invenção pode ser utilizada nas diversas áreas da saúde para o tratamento de afeccões cutâneas da pele. Em conjunto, os nossos resultados sugerem que a β-CD pode representar uma ferramenta importante para a melhoria da atividade gastroprotetora do (-)-linalol e do carvacrol e outros compostos insolúveis em água, potencializando suas respostas, bem como a solubilidade, a estabilidade e segurança.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167629 - FERNANDA REGINA DE CASTRO ALMEIDA
Externo ao Programa - 2246074 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Externo ao Programa - 423602 - MARIA JOSE DOS SANTOS SOARES
Presidente - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 12/12/2016 15:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 04:25