Notícias

Banca de DEFESA: ELENICE MONTE ALVARENGA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELENICE MONTE ALVARENGA
DATA: 07/08/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Na sala de reunião da direção do Campus Ministro Reis Veloso da UFPI
TÍTULO: Efeito protetor do carvacrol e de seu derivado semissintético, o acetato de carvacrolila, na mucosite intestinal induzida pelo cloridrato de irinotecano (CPT-11): papel dos receptores TRPA1”
PALAVRAS-CHAVES: Inflamação. Mucosa intestinal. Citocinas. Estresse oxidativo. Docagem molecular.
PÁGINAS: 155
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

Agentes antineoplásicos são compostos citotóxicos que possuem como alvo células com intensa e rápida proliferação, induzindo processos de morte celular em células normais e tumorais. Como uma das principais drogas antineoplásicas utilizadas temse o cloridrato de irinotecano (CPT-11), inibidor seletivo da enzima topoisomerase I, que é responsável pela realização de rupturas na dupla hélice de DNA, evitando a replicação do mesmo e, consequentemente, bloqueando processos de divisão celular. O CPT-11 produz danos sobre a mucosa gastrointestinal, resultando em mucosite do trato alimentar que, além de ser causa direta de mortes ocasionais em tratamentos antitumorais, também causa significativo ônus econômico, já que gera a necessidade de uso de mais medicamentos que minimizem seus efeitos. Com isso, buscou-se neste trabalho investigar a potencial ação de compostos de origem natural (carvacrol) e sintética (acetato de carvacrolila) sobre os efeitos da mucosite intestinal. Para isso, foram utilizadas as seguintes estratégias de ação: indução de mucosite intestinal com o uso do CPT-11, para avaliação da ação dos referidos compostos sobre a perda de massa corpórea, a sobrevida de camundongos, o número total de leucócitos e a proporção de bactérias presentes no sangue. Além disso, também foi avaliada a ação dos compostos sobre parâmetros histológicos e morfométricos. Ademais, foram quantificados marcadores de inflamação (MPO, COX-2, NF-κB, e citocinas – IL1β, TNF-α e KC) e estresse oxidativo (MDA, GSH e NOx), e foi avaliada a possível interação entre os compostos e o receptor TRPA1. Com isso, observou-se que carvacrol e acetato de carvacrolila possuem ação anti-inflamatória e protetora frente à mucosite intestinal induzida por CPT-11 e que os mecanismos de controle da mucosite por estes compostos estão associados ao receptor TRPA1. Ambos os compostos demonstraram ação promissora quanto à melhora nos parâmetros clínicos, à diminuição do dano tecidual e de parâmetros indicativos de inflamação e de estresse oxidativo. Finalmente, os resultados demonstram que o acetato de carvacrolila aparentemente pode ser tolerado em maiores doses, ainda que resultando em ação semelhante à do carvacrol.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1750086 - DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
Externo à Instituição - GILBERTO SANTOS CERQUEIRA - UFC
Interno - 1551921 - GIOVANNY REBOUCAS PINTO
Presidente - 1680593 - JAND VENES ROLIM MEDEIROS
Externo à Instituição - PEDRO MARCOS GOMES SOARES - UFC
Notícia cadastrada em: 11/07/2017 16:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/10/2022 01:26