Notícias

Banca de DEFESA: PATRÍCIA ALVES DE ABREU E SOUSA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PATRÍCIA ALVES DE ABREU E SOUSA
DATA: 05/04/2019
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Programa Pós-Graduação em Ciência dos Materiais (PPGCM /UFPI)
TÍTULO: Micro/nanoesfera de SrMoO4 puro e dopado com hólmio como adsorvente de corante azul de metileno e fármaco doxazosina
PALAVRAS-CHAVES: Molibdato; Esfera; Sorção; Meio Ambiente; Corante; Fármaco.
PÁGINAS: 142
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

Molibdatos e tungstatos são materiais investigados desde o século passado, as principais aplicações são nas áreas da química, engenharias, bioquímica, física e astronomia, atualmente, com aperfeiçoamento de métodos de obtenção e das propriedades vem se destacando a área biotecnológica com vertente de desenvolvimento de novos materiais. Dentre esses compostos, molibdato de estrôncio (SrMoO4) é um material atraente para pesquisas devido suas propriedades químicas e excelente estabilidade, o que possibilita a inserção de íons dopantes a fim de melhorar as propriedades e ampliar as aplicações. Neste sentido, esta pesquisa objetivou a síntese, caracterização de molibdato de estrôncio puro e dopado com hólmio, mantendo o controle morfológico com o intuito de aplicar os materiais na adsorção de corante têxtil azul de metileno e do fármaco doxazosina. Os resultados descrevem que o método solvotérmico possibilitou a formação de SrMoO4 e SrMoO4:Ho sem presença de fases secundárias, cristalinos e o controle morfológico foi alcançado, no qual, SrMoO4 se organizou em forma de microesferas e SrMoO4:Ho se organizou em forma de nanoesferas. As outras técnicas de caracterização confirmaram a organização estrutural dos compostos, a análise por Espectroscopia por Energia Dispersiva determinou a presença de todos os elementos de interesse e do íon dopante, indicando que ocorreu efetivamente a dopagem do material. A aplicação das micro/nanoesferas de SrMoO4 e SrMoO4:Ho na adsorção do corante azul de metileno possibilitou determinar as melhores condições para utilização, no qual, a capacidade adsortiva máxima de corante pelas microesferas foi de 603 mg g-1, ocorrida em pH 2 com tempo de equilíbrio de 30 minutos e para SrMoO4:Ho de 396 mg g-1, ocorrida em pH 3 com tempo de equilíbrio de 420 minutos. O mecanismo envolvendo adsorvente-adsorbato ocorre por interações químicas. Por apresentar melhores resultados de adsorção, as microesferas de SrMoO4 foram aplicadas a 2 ciclos de reuso e apresentaram excelente capacidade de remoção do corante azul de metileno. A aplicação dos materiais para adsorção do fármaco doxazosina, indicou que aas microesferas apresentaram capacidade de sorção máxima de aproximadamente 180 mg g-1, ocorrida em pH 2 com tempo de equilíbrio dinâmico de 90 minutos, enquanto as nanoesferas apresentaram aproximadamente 177 mg g-1, ocorrido em pH 3 com tempo de equilíbrio de 180 minutos. O mecanismo cinético de interação adsorvente-adsorbato ocorre também por interações químicas e os dados se ajustaram melhor ao modelo de adsorção de Temkin. Logo, microesferas SrMoO4 e nanoesferas de SrMoO4:Ho podem ser aplicadas em processos de sorção de corantes têxteis e fármacos em águas residuais prevenindo/revitalizando o meio ambiente, como também.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Externo ao Programa - 1714193 - JOSE MILTON ELIAS DE MATOS
Interno - 423287 - JOSE RIBEIRO DOS SANTOS JUNIOR
Externo ao Programa - 492.147.563-68 - MARIA ALEXSANDRA DE SOUSA RIOS - UNILAB
Presidente - 1167321 - MARIA RITA DE MORAIS CHAVES SANTOS
Notícia cadastrada em: 07/03/2019 10:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 30/09/2022 14:02