• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO ALBERTO ALENCAR MIRANDA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO ALBERTO ALENCAR MIRANDA
DATA: 09/08/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Programa Pós-Graduação em Ciência dos Materiais (PPGCM /UFPI)
TÍTULO: Desenvolvimento de um filtro solar a partir de extratos de caroá (Neoglaziovia variegata) e titânia mesoporosa
PALAVRAS-CHAVES: Neoglaziovia variegata, titânia mesoporosa, antioxidante, filtro solar.
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

O protetor solar é uma tendência no mercado de cosmético. No entanto, a radiação ultravioleta (UV) pode acelerar o estresse oxidativo, gerando envelhecimento precoce e câncer de pele. O presente trabalho tem como objetivo sintetizar materiais híbridos inorgânico-orgânicos com propriedades antioxidantes e de fotoprotetora a base de titânia mesoporosa/Neoglaziovia variegata. Primeiro, foi sintetizada a titânia mesoporosa utilizando-se o método de soft-­templates com a combinação de isopropóxido de titânio IV (TIP) como fonte de titânio e o brometo de hexacetiltrimetilamônio (CTAB) como direcionador de estrutura. A segunda parte constitui-se do preparo de extratos de caroá (Neoglaziovia variegata) com solventes orgânicos (etanol, hexano clorofórmio e acetato de etila), para obtenção das fases, respectivamente, Nv-EtOH, Nv-Hex, Nv-CHCl3 e Nv-AcOEt. Após a obtenção dos extratos foi realizada a incorporação das fases desses materiais na titânia mesoporosa pelo método de adsorção. Testes de toxicidade, atividade antioxidante e antibacteriana e fator de proteção solar (FPS) foram realizados nos extratos e nos materiais associados. Os resultados de atividade antioxidante, toxicidade e FPS mostraram que a fração Nv-AcOEt apresenta-se mais promissora, com melhor performance na ação antioxidante, por ser atóxica e por apresentar ótimo potencial para proteção contra radiação solar. Na avaliação da atividade antimicrobiana as frações etanólica e clorofórmica apresentaram maior nível de inibição contra microorganismos testados. Ainda foram feitos fenóis totais e espectro de massa. A titânia mesoporosa sintetizada foi caracterizada pelas técnicas de DRX, FTIR, MEV, EDS e TG. O difratograma mostrou a presença da fase cristalina anatase com picos bem definidos. A microscopia eletrônica de varredura foi fundamental para mostrar a presença do extrato bioativo de caroá na estrutura mesoporosa da titânia. Os resultados do FTIR mostraram bandas bem definidas da estrutura inorgânica da titânia e também revelaram a presença do caroá incorporado na titânia com estiramentos simétrico e assimétrico do grupo (C-H). Outra evidência da incorporação é o deslocamento da banda larga e intensa na região de 908-500 cm-1 dos extratos. Os valores de pH, espalhabilidade e condutividade das formulações estão dentro dos padrões aceitáveis para filtro solares a base de titânio como recomenda a Guia de Estabilidade de Produtos Cosméticos. Conclui-se que a titânia mesoporosa obtida apresenta uma mesoestrutura bem ordenada de poros com partículas no formato esférico. A fase predominante na titânia mesoporosa sintetizada é a anatase. O extrato bioativo de caroá que possui maior quantidade de compostos fenólicos é a fase etanólica. Porém, dentre as fracções de caroá obtidas, a que servirá para uso cosmético é a fração a base de acetato (Nv-AcOEt) foi a que apresentou como atóxica e com boa ação fotoprotetora.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Externo ao Programa - 1780191 - FRANCISCO ERONI PAZ DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1722880 - JOSY ANTEVELI OSAJIMA FURTINI
Externo ao Programa - 028.021.083-36 - ROOSEVELT DELANO DE SOUSA BEZERRA - IFPI
Externo à Instituição - LEILSON ROCHA BEZERRA - UFCG
Notícia cadastrada em: 26/07/2019 11:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 22:20