Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CINTIA DE SOUZA CLEMENTINO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CINTIA DE SOUZA CLEMENTINO
DATA: 29/05/2013
HORA: 15:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO PPGB/RENORBIO - UECE
TÍTULO:

MARCADORES GENÉTICOS PARA SELEÇÃO DE GALINHAS CAIPIRAS (Gallus gallus domesticus) COM MELHOR DESEMPENHO MUSCULAR E MACIEZ DE CARNE


PALAVRAS-CHAVES:

Variabilidade genética, galinha naturalizada, marcadores moleculares.


PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
RESUMO:

Essa pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de caracterizar a variabilidade fenotípica e genética de galinhas naturalizadas da sub-região Meio-Norte do Brasil e determinar marcadores moleculares que possam ser associados com características de desempenho muscular. Assim, quatro grupos genéticos no Sistema Alternativo de Criação de Aves Caipiras (SACAC) foram definidos conforme os municípios de origem: Teresina (Teresina, Piauí), Nordestina (Regeneração, Piauí), Brejeira (Brejo de Anapurus, Maranhão) e Graúna Dourada (Itapecuru Mirim, Maranhão). Um estudo preliminar de caracterização genética foi concluído fazendo uso de marcadores moleculares e com os quatro ecótipos. Vinte marcadores microssatélites mostraram-se eficientes na amplificação do DNA, com evidente presença de polimorfismo. Neste estudo, foi constatada grande variabilidade genética entre os grupos onde os maiores valores foram encontrados nos grupos genéticos, Nordestina e Brejeira, sendo, portanto, estes dois grupos base para seleção de aves mais produtivas quanto à produção de carne. A partir de variáveis morfológicas e utilização de técnicas de análise multivariada os quatro ecótipos de galinhas naturalizadas foram caracterizados e os machos comparados a um grupo de galos de briga. As análises de agrupamento organizaram as galinhas naturalizadas em apenas dois grupos. Essa mesma análise foi capaz de distinguir os galos dos ecótipos naturalizados dos galos de briga. Pela análise de componentes principais mais de 90% da variação para ambos os sexos estava contida nos primeiros componentes principais. O peso corporal foi a variável que influenciou o primeiro componente de ambos os sexos. Para os machos, a altura da crista teve influência no segundo componente principal. Por esse estudo foi observada grande variabilidade fenotípica entres que os ecótipos naturalizados e galos de briga,’ sendo os primeiros mais adaptados às regiões quentes. Para a verificação da atual diversidade genética de galinhas naturalizadas, 10 marcadores microssatélites foram utilizados para comparação de entre 60 aves coletadas no município de São João do Piauí, que não se encontram sob nenhum programa de conservação, e 95 aves de uma linhagem de frango comercial. Os resultados mostram claramente que a variabilidade genética das populações locais de galinhas já se encontra sob forte influência de linhagens comerciais. Um estudo mais abrangente foi conduzido para caracterizar os ecótipos de galinhas naturalizados sob conservação e compará-los aos grupos de São João do Piauí, galos de briga e uma linhagem de frango comercial. Por essa pesquisa foi possível constatar que os ecótipos naturalizados mantidos em programa de conclusão, dez microssatélites são indicados para o monitoramento da diversidade genética melhorada em gerações subseqüentes para o desempenho muscular, à situação atual da variabilidade genética das populações de galinhas naturalizadas merece atenção em virtude da influência de cruzamentos com linhagens melhoradas. Um teste de associação entre estas variáveis, morfológica e molecular está em fase de conclusão.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANA ROLIM CAMPOS BARROS - UNIFOR
Externo à Instituição - JOSE FERREIRA NUNES - UECE
Externo à Instituição - RENATO DE AZEVEDO MOREIRA - UNIFOR
Notícia cadastrada em: 27/05/2013 10:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 08:50