Notícias

Banca de DEFESA: BENEDITO PEREIRA DE SOUSA NETO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BENEDITO PEREIRA DE SOUSA NETO
DATA: 23/12/2021
HORA: 14:30
LOCAL: Plataforma virtual
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE NANOCARREADOR COM ÓXIDO DE LINALOL E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA
PALAVRAS-CHAVES: Artrite. Inflamação. Monoterpeno. Óxido de linalol. Nanoemulsão.
PÁGINAS: 341
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Artrite abrange mais de 100 tipos de doenças reumáticas e compartilham sintomas típicos como dor, edema e rigidez articulares. O tratamento se baseia em reduzir a dor, o edema e a progressão da doença. Com a persistência da patologia faz-se necessário o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), esteroidais, Coxibs e medicamentos modificadores da doença. Esses medicamentos possuem efeitos adversos significativos, o que aguça o anseio por novas formulações que apresentem atividade anti-inflamatória para doenças articulares. Sendo assim, investigou-se a atividade antiedematogênica e anti-inflamatória do OXL nanoestruturado sem gel (F1SG) e incorporado a gel carbopol 940 (F1CG). As formulações (F1SG e F1CG) foram desenvolvidas no Laboratório de Dermofarmácia (LADERMO) da Universidade Federal do Piauí–UFPI. As mesmas foram tecnicamente caracterizadas, apresentaram tamanho de gotícula em escala nanométrica índice de polidispersão menor que 0,400 e potencial zeta em torno de -28mV. Estudo de ancoragem molecular demonstrou que o OXL pode se ligar em sítios ativos de enzimas importantes no processo inflamatório, o que motivou os ensaios experimentais in vivo. Inicialmente foi realizado o ensaio de toxicidade em ratas e a avaliação da ação antiedematogênica e anti-inflamatória em modelos de edema de pata induzido por carragenina dextrana, histamina e prostaglandina, bem como edema e incapacitação articular induzidos por zymosan (zy) e Adjuvante Completo de Freund (CFA) em ratos. Os resultados preliminares não demostraram sinais de toxicidade, possibilitando assim, avaliar a atividade anti-inflamatória das formulações. O OXL livre apresentou atividade antiedematogênica apenas na primeira avaliação do edema induzido por Ca, onde a dose de 100 mg/kg inibiu o edema em mais de 49% em relação ao grupo veículo. A F1SG apresentou atividade antiedematogênica no modelo de edema por Ca apenas na primeira leitura, a dose de 100 mg/kg inibiu aproximadamente 53% o edema em ralação ao grupo veículo. O F1CG apresentou atividade antiedematogênica nas doses de 100 e 200 mg/kg durante todo o tempo de avaliação, com inibição de 77,47; 57,30; 46,24; 53,75; 43,34 e 39,36% em relação ao grupo veículo. Para a dose de 200 mg/kg o percentual de inibição foi de 77,87; 60,39; 51,81; 56,26; 44,19 e 46,09% em relação ao veículo. Nos modelos de artrite induzida por ácido úrico as doses de 100 e 200 mg/kg inibiram em mais de 50% o edema durante todo tempo de observação em relação ao grupo veículo. No modelo de edema induzido por zy observamos que a dose de 100 mg/kg apresentou percentuais de inibição de mais de 50% em praticamente todo tempo de estudo excetuando a última leitura onde inibiu porco mais de 45%. No modelo de edema induzido por CFA, observamos que a dose de 100 mg/kg apresentou os maiores percentuais de inibição durante todo o tempo da análise, em destaque para o sétimo, decimo e decimo quarto dia se comparado ao grupo veículo. Foi observado que houve diminuição da proliferação de leucócitos em até 40% e de proteínas totais em 21% em relação ao grupo veículo. As imagens radiográficas demonstraram sinais de inflamação reduzidos nos grupos tratados com F1CG. Dessa forma, a formulação desenvolvida mostra-se como um sistema nanoestruturado interessante com potencial para o tratamento de doenças inflamatórias articulares visto que a mesma apresentou atividade antiedematogênica e anti-inflamatória em diferentes modelos clássicos que minimizam quadro inflamatório típico de artrites. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1167629 - FERNANDA REGINA DE CASTRO ALMEIDA
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Externo ao Programa - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Externo à Instituição - MARIA DO SOCORRO DE SOUSA CARTÁGENES - UFMA
Presidente - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 13/12/2021 10:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 09:18