Notícias

Banca de DEFESA: ANTONIO GONÇALVES MINEIRO FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO GONÇALVES MINEIRO FILHO
DATA: 30/10/2021
HORA: 10:00
LOCAL: Museu da Vila
TÍTULO: PATRIMÔNIO E ARTESANATO: ações criativas na produção do saber-fazer tradicional
PALAVRAS-CHAVES: Museu da Vila; Ecomuseu Delta do Parnaíba; Ateliê Escola; Piauí; Artesanato
PÁGINAS: 84
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Museologia
RESUMO:

Apresentamos nesse estudo uma pesquisa-ação referente ao trabalho de mestrado profissional realizado no âmbito do Programa de Pós-graduação em Artes, Patrimônio e Museologia da Universidade Federal do Piauí e Universidade Federal do Delta do Parnaíba. A pesquisa se insere em um dos Projetos Matriz do Programa, o Ecomuseu Delta do Parnaíba, e tem como elemento de investigação o artesanato, manifestação cultural que pode ser analisado em diferentes dimensões, apresentada como portadora de valores históricos e que se materializa em relação à memória e identidade de grupos sociais. A pesquisa se desenvolveu na arte do artesanato, com a aplicação de ações criativas visando a capacitação de um grupo de mulheres moradoras da Vila-bairro Coqueiro da Praia, no município de Luís Correia - Piauí, região que integra a Área de Proteção Ambiental Delta do Parnaíba, no Meio Norte do Brasil. Realizaram-se ações conjuntas envolvendo outros projetos de forma interativa e colaborativa, além de algumas providências organizacionais da localidade, como a cooperação da Associação de Moradores do Bairro Coqueiro da Praia e os envolvidos no Ateliê Escola do Museu da Vila. Nos estudos e tipologias metodológicas, revelamos a utilização da pesquisa-ação, qualitativa participante, modalidades de investigação que buscam compreender realidades múltiplas e obter resultados singulares como atender, por exemplo, as demandas sociais, culturais, políticas e econômicas de uma região. Ainda foi necessário acrescentar os métodos e técnicas abordados, esclarecendo de forma sequencial o plano de ação aplicado na pesquisa, assim como as etapas das atividades a serem desenvolvidas. Utilizamos a técnica da tecelagem manual como mais uma opção de diversificação da produção artesanal ali existente. Uma técnica ainda não explorada na localidade e que se mostrou de fácil aceitação, apresentando os primeiros resultados motivacionais com destaque na elaboração de novos produtos. O processo de desenvolvimento envolveu a aplicação de meios educativos, pesquisas, mediações e oficinas práticas, com um diferencial referente ao uso da riqueza de matérias-primas do vasto patrimônio natural local e a sua aplicação alternativa na criação de novas proposições do fazer artesanal. Identificamos e analisamos o caráter multidisciplinar da pesquisa, inserida em várias especialidades do conhecimento científico que se dialogam e complementam constantemente. Contemplando discussões, estudos, ideias e pensamentos associados à museologia social, patrimônio cultural e o artesanato com suas especificidades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1344635 - ARTEMISIA LIMA CALDAS
Externo ao Programa - 035.431.064-06 - ETIENNE AMORIM ALBINO DA SILA - UFRPE
Interno - 1364260 - JOSENILDO DE SOUZA E SILVA
Notícia cadastrada em: 18/10/2021 06:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 29/06/2022 01:28