Notícias

Banca de DEFESA: ENEWTON ENEAS DE CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ENEWTON ENEAS DE CARVALHO
DATA: 22/01/2022
HORA: 19:30
LOCAL: meet.google.com/rxm-kost-sxv
TÍTULO: SISTEMA KANBAN NO GERENCIAMENTO DE LEITOS: AVALIAÇÃO DOS INDICADORES HOSPITALARES EM UMA MATERNIDADE DE REFERÊNCIA
PALAVRAS-CHAVES: Gerenciamento de Leitos, Kanban, Desempenho hospitalar
PÁGINAS: 57
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Saúde Materno-Infantil
RESUMO:

: Uma tecnologia bastante utilizada nos serviços é o sistema Kanban, uma ferramenta desenvolvida pelos japoneses, que na área da saúde, utiliza metodologias de sinalização visual, através de um painel de cores, verde, amarelo e vermelho que orientam a gestão de profissionais de saúde na melhor regulação da oferta de leitos e do tempo de permanência desse usuário na instituição hospitalar. Objetivo: Analisar os resultados alcançados em indicadores de desempenho hospitalar com a implementação do sistema Kanban para o gerenciamento de leitos de uma maternidade de referência em gestação de alto risco. Método: Pesquisa retrospectiva e transversal com abordagem quantitativa. Realizada em uma maternidade de ensino de Teresina - PI, referência terciária para a assistência materno-infantil. Utilizou-se dados secundários coletados no período antes e após a implementação do sistema Kanban, entre os meses de janeiro a dezembro de 2017 e os meses de janeiro a dezembro de 2018. Realizou-se os testes de Qui-quadrado, Kolmogorov-Smirnov e teste não-paramétrico U de Mann-Whitney com auxílio do Software StatisticalPackage for the Social Sciences considerando o intervalo de confiança de 95%. Resultados e discussão: Houve um aumento de internações e altas maternas após a implementação do Kanban na maternidade em que tiveram 7122 admissões (48,8%) e 7472 (51,2%) nos anos 2017 e 2018, respectivamente. Em relação as altas houveram 5132 (46,7%) e 5854 (53,3%) nos anos estudados. No que concerne a taxa de ocupação, teve um declínio de 95,63% para 93,7% nos anos estudados. Já, o Tempo Médio de Permanência teve um decréscimo de 9,12 para 8,08 dias e o índice de rotatividade um aumento de 4,32 para 4,83%. Utilizar os indicadores hospitalares permite que os gestores, gerentes e profissionais de saúde tenham uma visão ampla das principais dificuldades relacionadas a rotatividade de leitos e ao fluxo e ofertas dos serviços. Considerações finais: Conclui-se que o estudo atingiu o objetivo proposto em que a tecnologia implementada foi capaz de contribuir para aumentar os valores do índice de rotatividade ou giro de leitos, consequentemente acarretando uma diminuição do Tempo Médio de Permanência e uma redução da ocupação dos leitos da maternidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 4332146 - JOSE ARIMATEA DOS SANTOS JUNIOR
Presidente - 665.904.343-87 - LORENA CITO LOPES RESENDE SANTANA - UFPI
Interno - 1560969 - ROSIMEIRE FERREIRA DOS SANTOS
Externo à Instituição - SARA MACHADO MIRANDA - UFPI
Notícia cadastrada em: 12/01/2022 15:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/12/2022 03:16