Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CARLIANE MARIA DE ARAUJO SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLIANE MARIA DE ARAUJO SOUZA
DATA: 19/07/2023
HORA: 08:00
LOCAL: SALA Nº01 -ANTIGA PREXC (por trás do HU)
TÍTULO: NASCER NO SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA: contribuições para a prática assistencial
PALAVRAS-CHAVES: Serviços médicos de emergência. Assistência ao parto. Avaliação dos serviços de saúde.
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Saúde Materno-Infantil
RESUMO:

Introdução: O sucesso no processo de nascimento, está intimamente ligado aos
cuidados ofertados à mulher durante a evolução do trabalho de parto e parto. Dessa forma, é
premente estabelecer meios para a incorporação de boas práticas de atenção ao parto e
nascimento, a fim de que o processo de parturição seja, além de seguro, uma experiência
positiva para a mulher e familiares. Objetivo: Analisar como os fatores associados com a
estrutura, processo e resultados, influenciam a aplicação das boas práticas de assistência ao
parto no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência em uma cidade da região norte do estado
do Piauí. Método: Estudo longitudinal, analítico, no qual um formulário foi aplicado aos
profissionais assistencialistas do SAMU 192 da cidade de Teresina. Foram realizadas, análise
descritiva por meio da utilização do software Statistical Package for Social Sciences (SPSS),
bem como foi utilizado o teste Qui-quadrado com um p valor <0,05 para considerações de
relevância estatística. Resultados: A média de idade dos participantes foi de 45,1 anos (+/-
10,1), prevaleceu o sexo masculino (53,6%), e a categoria técnicos e/ou auxiliares de
enfermagem (46,3%). A maioria são pós-graduados (70,7%), com tempo médio de formado de
18,8 anos (+/- 10,1), atuando no APH em média há 14,6 anos (+/- 10,9), porém 75,6% não
receberam qualificação alguma em assistência ao parto, apesar de 82,9% relatar já ter
vivenciado essa experiência com 68,2% resultando em desfechos favoráveis ao binômio mãe
e filho. A relação do indicador estrutura com as boas práticas assistenciais no parto, indicou que a infraestrutura do serviço, educação permanente e os aspectos ambientais,
apresentaram maior influência na assistência prestada. O indicador processo revelou que as
orientações sobre o atendimento, o acolhimento, humanização e a central de regulação de
urgência do município, estavam relacionadas à qualidade da assistência no parto fornecida
pelo atendimento pré-hospitalar. Quanto ao indicador resultado a articulação profissional, a
segurança demonstrada pela equipe e o relacionamento entre os profissionais e os usuários
foram fatores determinantes para alcançar um melhor resultado na assistência ao parto.
Conclusão: Evidenciou-se a necessidade do desenvolvimento e implementação de um
protocolo assistencial específico, com diretrizes claras, visando garantir uma assistência ao
parto segura e eficiente no âmbito do SAMU além de contribuir com a redução das taxas de
morbimortalidade materna e neonatal.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GUILHERME ANTÔNIO LOPES DE OLIVEIRA - CHRISFAPI
Presidente - 423584 - IONE MARIA RIBEIRO SOARES LOPES
Externo à Instituição - JAILSON COSTA LIMA - UNIFESP
Interno - 1794482 - JUSSARA MARIA VALENTIM CAVALCANTE NUNES
Notícia cadastrada em: 10/07/2023 10:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 15/07/2024 21:49