Notícias

Banca de DEFESA: ANTÔNIA DEIZA RODRIGUES DE CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTÔNIA DEIZA RODRIGUES DE CARVALHO
DATA: 19/04/2024
HORA: 14:00
LOCAL: SALA Nº01 -ANTIGA PREXC (por trás do HU)
TÍTULO: Adequação da assistência pré-natal no município de Inhuma – Piauí
PALAVRAS-CHAVES: Cuidado pré-natal; Gravidez; Atenção Primária à Saúde; Avaliação em Saúde.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
SUBÁREA: Saúde Materno-Infantil
RESUMO:

A assistência pré-natal abrange um conjunto de ações que visa assegurar o desenvolvimento da gestação, rastrear situações de risco, tratar intercorrências, orientar para evitar problemas específicos do parto e determinar cuidados especiais com o recém-nascido, sendo importante para garantir a saúde e diminuir a morbidade e mortalidade da mãe e feto. A pesquisa teve como objetivo avaliar a adequação da assistência pré-natal no Município de Inhuma - Piauí. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, realizado nas Unidades Básicas de Saúde da cidade de Inhuma - Piauí. Os dados foram compostos por todos os prontuários de mulheres que realizaram acompanhamento pré-natal nas unidades básicas de saúde e que pariram no ano de 2022, totalizando 79 mulheres. A coleta de dados foi realizada no período de janeiro a março de 2023, utilizando um formulário contendo informações referentes ao acompanhamento pré-natal, procedimentos clínicos-obstétricos, exames, imunização e dados sociodemográficos. Para avaliação do processo, foi realizado uma categorização em três níveis: nível 1 - início do pré-natal e número de consultas; nível 2 - procedimentos clínico-obstétricos; e nível 3 - exames e imunização. Para o cálculo estatístico foi utilizado o programa “Statistical Package for the Social Sciences”. Para associação de variáveis quantitativas, foi utilizado o teste de Qui-Quadrado de Pearson para frequências esperadas maiores que 5. Para todos os testes realizados foi considerado o valor de p < 0,05, com intervalo de confiança de 95%. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí com número de parecer 5.781.489. As mulheres concordaram em participar do estudo assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os resultados evidenciaram que a maior parte das mulheres da pesquisa tinha idade entre 18 e 29 anos, possuiam nove anos de estudo ou mais; residiam na zona rural, conviviam com companheiro, eram primigestas, realizaram seis ou mais consultas de pré-natal; iniciaram o acompanhamento pré-natal até as doze semanas de gestação e tiveram a classificação do risco gestacional realizada. Com relação a adequação da assistência pré-natal, o nível I teve uma adequabilidade de 65,8%, o nível II de 21,6% e o nível III de apenas 5,1%. A avaliação do processo evidenciou que há uma baixa adequabilidade do pré-natal, havendo necessidade de planejamento das ações e aperfeiçoamento da assistência, a fim de garantir a efetividade das ações e qualidade do cuidado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Interno - 1560969 - ROSIMEIRE FERREIRA DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1787661 - ELISANGELA CLAUDIA ALVES DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - FRANCILENE VIEIRA DA SILVA - UNINASSAU
Notícia cadastrada em: 15/04/2024 15:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 18/07/2024 21:13