Notícias

Banca de DEFESA: MARIANA RODRIGUES DA ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIANA RODRIGUES DA ROCHA
DATA: 04/03/2021
HORA: 15:00
LOCAL: ON-LINE
TÍTULO: VALIDAÇÃO CLÍNICA DE UMA CARTILHA EDUCATIVA SOBRE CONHECIMENTO DAS AÇÕES PREVENTIVAS DE SÍNDROME METABÓLICA EM ADOLESCENTES
PALAVRAS-CHAVES: Síndrome X Metabólica. Adolescente. Educação em saúde. Tecnologia educacional. Estudos de validação.
PÁGINAS: 107
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: A Síndrome Metabólica (SM) constitui grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Ultimamente, os estudos têm demonstrado sua frequente presença entre crianças e adolescentes. Dessa forma, as ações educativas para orientação dos adolescentes devem ser intensificadas e aprimoradas, para evitar o desenvolvimento de seus fatores de risco. O uso de cartilhas educativas é uma estratégia de educação em saúde relevante para promover conhecimento sobre SM. Objetivo: Validar clinicamente uma cartilha educativa para promoção do conhecimento sobre prevenção da SM em adolescentes. Método: Estudo quase experimental, realizado no ano de 2020 com 37 adolescentes de cinco escolas públicas da rede estadual de Picos-PI. Foi realizado em duas fases: 1) desenvolvimento de roteiro de questões sobre prevenção da SM e sua validação de conteúdo por 17 especialistas; 2) quase-experimento com implementação da intervenção educativa com a cartilha “Síndrome Metabólica: como me prevenir?”, e avaliação do nível de conhecimento dos adolescentes pré e pós-leitura via roteiro de questões. Para analisar a validade de conteúdo do roteiro de questões foi calculado o Índice de Validade de Conteúdo (≥ 0,78) e teste binomial, considerando nível de significância de 5%. Para estimar a confiabilidade estatística, do instrumento de validação respondido pelos juízes, calculou-se o coeficiente Alpha de Cronbach (>0,70). A análise do efeito da intervenção educativa no conhecimento dos adolescentes sobre o tema foi verificada por meio do teste de McNemar, considerando 5% de nível de significância. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Piauí no parecer 3.644.984. Resultados: O roteiro de questões foi validado com IVC total de 0,86. Três assertivas foram eliminadas (IVC<0,78). No teste binomial, a maioria das questões obteve p>0,05, confirmando a concordância das respostas dos itens entre os juízes. O Alfa de Cronbach foi de 0,916, indicando boa consistência interna no instrumento respondido pelos especialistas.Com relação à avaliação do efeito da intervenção no conhecimento dos adolescentes, o percentual de acerto das questões sobre o tema no pós-teste foi igual ou superior em sua maioria, sem diferença significativa entre o pré e pós-teste, exceto no item “11” (p=0,031). Sobre a situação geral do nível de conhecimento dos adolescentes, 45,9% melhoraram seu conhecimento, sem diferença significativa na melhoria da pontuação total (p = 0,067). Conclusão: O percentual do nível de conhecimento dos adolescentes foi maior em quase metade da amostra no pós-teste, demonstrando que a intervenção com a leitura da cartilha educativa contribuiu para a melhora do conhecimento sobre a prevenção da SM, embora sem significância estatística. Por isso, a cartilha educativa, Síndrome Metabólica: Como me prevenir?, não foi considerada validada externamente. O roteiro de questões foi validado quanto ao conteúdo, configurando-se instrumento adequado para avaliar conhecimento de adolescentes sobre SM. 

 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1552848 - ANA ROBERTA VILAROUCA DA SILVA
Interno - 1888794 - JOSE WICTO PEREIRA BORGES
Externo ao Programa - 1735254 - ANA LARISSA GOMES MACHADO
Externo à Instituição - Thereza Maria Magalhães Moreira - UECE
Notícia cadastrada em: 23/02/2021 10:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 02/10/2022 10:59