• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 13:45. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de DEFESA: EUGENIO BARBOSA DE MELO JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EUGENIO BARBOSA DE MELO JUNIOR
DATA: 10/03/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Campus Senador Helvídio Nunes de Barros, UFPI, Picos-PI, situado na Rua Cícero E
TÍTULO: Construção e validação de um aplicativo para smartphones sobre prática de exercício físico entre adolescentes.
PALAVRAS-CHAVES: Validação de Programas de Computador. Adolescente. Exercício.
PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: Atualmente, são indiscutíveis os benefícios no campo da saúde, resultantes do avanço tecnológico. Neste sentido, as tecnologias educativas constituem-se como importantes ferramentas para a promoção da saúde. De modo geral, o sedentarismo é um fator determinante para o desenvolvimento de doenças. Sua prevalência está aumentada, tanto em adultos quanto em crianças e adolescentes, tornando esta população mais propícia à manifestação dos mais variados tipos de enfermidades. Objetivo: construir e validar um aplicativo para smartphones, voltado à promoção da saúde de adolescentes, sobre a prática de exercícios físicos. Métodos: Trata-se de um estudo de validação de tecnologia, do tipo pesquisa de desenvolvimento metodológico, realizado no município de Picos-PI, durante o período de maio 2016 a novembro de 2017. O aplicativo foi elaborado seguindo as seguintes etapas: levantamento dos requisitos; planejamento; modelagem; implementação e testes; e validação. A amostra foi constituída por 12 juízes-especialistas e 21 adolescentes. A coleta de dados foi realizada por meio de questionários, direcionados aos grupos de avaliadores, contendo dados referentes à identificação, área de formação e atuação profissional. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisas com Seres Humanos da Universidade Federal do Piauí, sob o Parecer nº 1.630.846. Resultados: Em relação aos juízes, 75,0% eram do sexo masculino. A idade variou entre 25 e 36 anos, predominando idades iguais ou maiores que 30 anos (66,7%). Acerca da formação, a amostra ficou distribuída de forma igualitária entre graduados em Enfermagem, Sistemas de Informação, Ciências da Computação e Educação Física, cada categoria profissional representando 25,0% do total de juízes. Em relação ao tempo de formação, 75,0% possuíam entre três e dez anos, sendo que 83,4% possuíam entre três e dez anos de experiência. Na avaliação feita pelos Enfermeiros e Profissionais de Educação Física, 23 dos 29 itens avaliados, obtiveram valor máximo (1,00) do IVC calculado. Os demais itens, apesar de não terem atingido concordância de 100% entre os juízes-especialistas, obtiveram valores de 0,83, o que não compromete os resultados, pois valores maiores ou iguais a 0,78 são indicativos de adequação. Na avaliação dos Programadores e Designers Gráficos, nenhum dos itens foi assinalado no campo “Discordo totalmente” e, apesar de sete itens terem obtido avaliação “Discordo”, foram feitas sugestões em apenas três deles. Levando em consideração que houve concordância da adequação dos itens, pela maioria dos juízes e devido ao fato de que as correções sugeridas terem sido realizadas, todos os itens foram considerados adequados após as correções. Na amostra constituída pelos adolescentes, a idade prevalente foi de 17 anos, havendo predomínio do sexo feminino (52,4%). Na avaliação dos adolescentes, nenhum item foi conceituado como “Discordo totalmente” e, apesar de cinco itens terem recebido menção “Discordo”, nenhum dos adolescentes manifestou qualquer tipo de sugestão de mudança. O cálculo do IVC resultou em valores entre 0,86 e 1,00. Assim, o resultado dessa análise foi satisfatório e o aplicativo foi considerado validado, também, por esse grupo. Conclusão: o aplicativo foi validado com sucesso pelos juízes, mostrando-se uma tecnologia válida e confiável para estimular a prática de exercícios físicos em adolescentes.

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1735254 - ANA LARISSA GOMES MACHADO
Interno - 1552848 - ANA ROBERTA VILAROUCA DA SILVA
Presidente - 2730060 - LUISA HELENA DE OLIVEIRA LIMA
Externo à Instituição - MARIA ALZETE DE LIMA - UFRN
Notícia cadastrada em: 16/02/2018 15:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 22/07/2024 13:47