Notícias

Banca de DEFESA: RODRIGO AMORIM OLIVEIRA NUNES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RODRIGO AMORIM OLIVEIRA NUNES
DATA: 26/03/2018
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de Aula Programa de Mestrado em Ciências e Saúde, no CCS – UFPI, Av. Frei Serafim, 2280, Centro
TÍTULO: Análise da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde em uma Unidade de Terapia Intensiva.
PALAVRAS-CHAVES: Unidade de Terapia Intensiva; Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde; Paciente crítico.
PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) é uma ferramenta criada para fornecer uma linguagem comum para descrição dos fenômenos relacionados aos estados de saúde, que procura refletir sobre perspectiva universal e unificada a respeito da funcionalidade e a incapacidade. Objetivo: Classificar a funcionalidade, por meio da CIF, dos pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital público de Teresina/PI. Métodos: Trata-se de um estudo do tipo observacional, prospectivo e quantitativo realizado na UTI de um hospital público de Teresina no período de setembro a novembro de 2017. A coleta dos dados aconteceu em dois momentos, na admissão e alta da UTI, inicialmente, o registro sobre o caráter clínico e sociodemográfico do participante, e em seguida, era realizada a avaliação clínica para posterior codificação segundo uma lista resumida da CIF previamente elaborada. Ao final do estudo, todos os dados coletados foram analisados estatisticamente. A pesquisa foi desenvolvida com aprovação do comitê de ética em pesquisa das instituições colaboradoras da pesquisa, e os participantes que se enquadraram nos critérios de inclusão foram convidados a participar por meio da assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Resultados: Houve melhora na qualidade funcional dos participantes quando comparado os valores da admissão e alta, e observou-se uma associação estatisticamente significativa entre o tempo de permanência na UTI e o nível de consciência, expansibilidade torácica, força muscular periférica e na capacidade de deitar-se, que são categorias da CIF. Conclusão: A CIF mostrou-se uma ferramenta útil e abrangente para caracterizar o estado funcional do paciente crítico, assim como o tempo de internação na UTI está relacionado a ganho ou perda na capacidade funcional.

Palavras-chave: Unidade de Terapia Intensiva; Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde; Paciente crítico.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA CONCEIÇÃO GOMES LIMA - UESPI
Externo ao Programa - 1774888 - DIONIS DE CASTRO DUTRA MACHADO
Presidente - 423005 - JOSE IVO DOS SANTOS PEDROSA
Interno - 423325 - VIRIATO CAMPELO
Notícia cadastrada em: 07/03/2018 16:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 19/07/2024 12:46