Notícias

Banca de DEFESA: MARIA DE FATIMA SOUSA BARROS VILARINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DE FATIMA SOUSA BARROS VILARINHO
DATA: 03/06/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: Tendência temporal da prevalência de excesso de peso, segundo a autopercepção da imagem corporal, em adolescentes escolares
PALAVRAS-CHAVES: excesso de peso; percepção da autoimagem; adolescentes escolares; promoção da saúde.
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: Os anseios acerca da aparência corporal durante a adolescência são mais intensos, e a presença do excesso de peso neste ciclo indica uma vulnerabilidade, podendo afetar substancialmente nos hábitos de vida, sendo fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis em fases precoces. Objetivo: Analisar a tendência temporal da prevalência do excesso de peso a partir da autopercepção da imagem corporal em adolescentes escolares brasileiros. Metodologia: Consistiu em um estudo ecológico de série temporal, que analisou os dados das três edições da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (2009, 2012, 2015), referente aos alunos do 9º ano de escolas públicas e privadas selecionadas nas 26 capitais brasileiras e o Distrito Federal. A amostra analisada constituiu-se de 173.310 escolares. Os dados foram coletados diretamente do site do IBGE e posteriormente organizados em planilhas, para em seguida realizar a análise estatística. Este estudo utilizou as variáveis presentes nas três edições, as quais foram categorizadas em: autopercepção de excesso de peso, consumo alimentar, nível de atividade física no lazer suficiente e tempo frente às telas. Realizou-se imputação múltipla, análise descritiva, de tendência e associação, considerando significância estatística quando p<0,05 e intervalo de confiança de 95%(IC95), ainda foram calculadas razão de prevalência, para o último ano da série. Não houve necessidade de aprovação deste estudo pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: A autopercepção de excesso de peso se manteve em torno de 18% nos anos 2009 e 2012, com pequeno aumento em 2015. Não houve tendência significativa em toda a série, apenas a variável de escolaridade materna apresentou tendência crescente (0,25 pontos percentuais), relatada por adolescentes com mães que tinham como maior escolaridade o ensino médio completo. As maiores prevalências ao longo da série foram em meninas, de cor branca, na faixa etária de 13 anos ou menos que não viviam com os pais, matriculados em escolas particulares e residentes na região Sul. Observou-se ainda maior prevalência em adolescentes que não consomem alimentos in natura ou minimamente processados (22,7; IC95% 21,4-24,0), menor prevalência nos que fazem consumo de ultraprocessados (19,2; IC95% 18,4-20,0), além de maior prevalência nos que não realizam atividade física suficiente no lazer (20,3; IC95% 19,7-21,0) e despendem três ou mais horas em frente às telas (20,5; IC95%19,6-21,4). Observou-se que escolares com 16 ou mais anos de idade (RP: 0,83; IC95% 0,72-0,95), de cor parda (RP: 0,89; IC95% 0,82-0,97), que consumiam alimentos in natura ou minimamente processados (RP: 0,85; IC95% 0,78-0,92) e alimentos ultraprocessados (RP: 0,86; IC95% 0,81-0,91) relataram prevalências significantemente menores para a autopercepção de excesso de peso. Conclusão: Identificou-se um aumento na frequência da autopercepção do excesso de peso no decorrer dos anos, observou-se a associação dos fatores sociodemográficos e comportamentais em relação a maneira como os adolescentes se autopercebem, fatores estes que servem de alerta para os órgãos de saúde, para as famílias, pais e responsáveis, uma vez que o sobrepeso e a obesidade estão associados a inúmeras comorbidades, possibilitando uma intervenção precoce.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2730060 - LUISA HELENA DE OLIVEIRA LIMA
Interno - 1735254 - ANA LARISSA GOMES MACHADO
Externo ao Programa - 1082694 - RUMAO BATISTA NUNES DE CARVALHO
Externo à Instituição - ANDRESSA SUELLY SATURNINO DE OLIVEIRA - UNILAB
Notícia cadastrada em: 26/05/2022 10:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 13/08/2022 18:01