Notícias

Banca de DEFESA: CARINE SOARES BORGES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARINE SOARES BORGES
DATA: 18/12/2023
HORA: 08:00
LOCAL: SALA DO CONSELHO DEPARTAMENTAL- CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE -UFPI, AVENIDA FREI SERAFIM,2280
TÍTULO: Expressão do Antígeno KI-67 no Epitélio Vaginal de Ratas em Estro Permanente Tratadas com Exemestano.
PALAVRAS-CHAVES: Antígeno Ki-67, Inibidores da aromatase, Moduladores de Receptor Estrogênico, Ratos.
PÁGINAS: 44
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

Introdução: Sendo o estrogênio considerado o principal responsável pelo estímulo mitogênico no epitélio, estudos vêm sendo realizados para verificar o efeito de drogas inibidoras da ação estrogênica como os antiestrogênios ou inibidoras da produção estrogênica, como os inibidores da aromatase, sobre a atividade proliferativa nos epitélios hormônio sensíveis. Os inibidores de aromatases, em particular o Exemestano, tem mostrado toxicidade diferente principalmente do ponto de vista ginecológico e, portanto, tem sido utilizado de forma eficaz no tratamento de cânceres estrogênio-dependentes na pós-menopausa e vem sendo propostos também na quimioprevenção, todavia o estudo dos efeitos diretos nos epitélios humano normal, por questões éticas é limitado e um modelo animal que apresenta produção constante de estrogênios e ideal para o estudo do efeito de drogas que bloqueiam a síntese estrogênica é o de ratas em estro permanente. OBJETIVO: Avaliar a expressão do antígeno Ki-67 no epitélio vaginal de ratas em estro permanente tratadas com Exemestano. MÉTODO: Vinte e quatro ratas Wistar adultas, virgens e em estro permanente foram distribuídas aleatoriamente em 2 grupos: grupo I - controle (n=12) que receberam propilenoglicol e grupo II - experimental (n=12) que receberam 10mg/kg/dia de Exemestano (Aromasin®) diluídos em 0,5mL de propilenoglicol durante 28 dias consecutivos. No 29º dia, realizou-se eutanásia das ratas e a remoção dos tecidos alvos, sendo colocados em formol tamponado a 10%. Os tecidos foram fixados em blocos de parafina, para posterior confecção de lâminas com estudo imunohistoquímico padronizado. As células com núcleos corados em marrom foram consideradas positivas para expressão de Ki-67. Os dados comparativos entre os grupos foram analisados utilizando Test t de Student (p < 0,05). RESULTADOS: As porcentagens médias de núcleos corados com Ki-67 por 500 células no epitélio vaginal de ratas em estro permanente foi de 43.43± 2.171 no grupo I controle e 45.97±3.299 no grupo II experimental, respectivamente (p= 0,5293). CONCLUSÃO: O Exemestano administrado na dose de 10mg/kg/dia, durante 28 dias consecutivos, não reduziu de maneira estatisticamente significativa a expressão do Ki-67 no epitélio vaginal de ratas em estro permanente entre os grupos estudados.

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423584 - IONE MARIA RIBEIRO SOARES LOPES
Externo à Instituição - MARIA DA CONCEIÇÃO BARROS OLIVEIRA - UNINASSAU
Interno - 1551620 - MARIA ZELIA DE ARAUJO MADEIRA
Presidente - 3373256 - PEDRO VITOR LOPES COSTA
Notícia cadastrada em: 23/11/2023 15:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 22/07/2024 14:18