Notícias

Banca de DEFESA: CINTHYA VIVIANNE DE SOUZA ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CINTHYA VIVIANNE DE SOUZA ROCHA
DATA: 03/09/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Francisca Elima Cavalcante Cruz
TÍTULO:

ESTADO NUTRICIONAL, ESTRESSE OXIDATIVO E SUA RELAÇÃO COM O CÂNCER DE MAMA.


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Câncer de mama. Composição Corporal. Micronutrientes Antioxidantes. Estresse Oxidativo.


PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
SUBÁREA: Análise Nutricional de População
RESUMO:

INTRODUÇÃO: O câncer de mama é um importante problema de saúde pública, sendo considerado o mais comum em mulheres. Estudos têm mostrado a importância de fatores ambientais na etiologia desta doença, com destaque para a composição corporal, dieta e estresse oxidativo (EO). Este estudo avaliou a relação entre estado nutricional, estresse oxidativo e câncer de mama. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, envolvendo 66 mulheres com idade entre 20 e 50 anos, pré-menopáusicas, assistidas em hospital público do estado do Piauí, categorizadas em dois grupos: G1 (com câncer de mama, n = 34) e G2 (sem câncer, n = 32). Para o cálculo do índice de massa corpórea foram aferidos peso e estatura e realizada a medida da circunferência da cintura, bem como avaliação do consumo alimentar por meio do questionário de frequência alimentar, analisado no software DietSys versão 4.01. Para classificação do estado nutricional utilizou-se a recomendação da OMS (2000,2008), e para a ingestão de nutrientes considerou-se a faixa de distribuição aceitável dos macronutrientes (AMDR), e a necessidade média estimada (EAR), segundo a Ingestão Dietética de Referência. A determinação do malondialdeído (MDA) foi realizada pelo método das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico e a atividade da enzima superóxido dismutase (SOD) por meio da inibição na formação de nitrito. A análise estatística foi realizada no software SPSS for Windows versão 20.0, adotando-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: Os valores de ingestão dos macronutrientes estavam em conformidade com a AMDR, a exceção dos carboidratos nas mulheres com câncer de mama. No entanto, segundo a EAR, a ingestão de carboidratos foi maior nas mulheres com câncer (p < 0,05), sem diferença para os demais macronutrientes (p >0,05). A ingestão dos micronutrientes antioxidantes não diferiu entre os grupos; à exceção do zinco estando maior no grupo com a doença. A distribuição dos micronutrientes foi superior à RDA para cobre, zinco, vitamina A e C; entre a EAR – RDA para o selênio e abaixo da EAR para a vitamina E, em ambos os grupos. Quanto à antropometria, encontrou-se alta prevalência de pré-obesidade e elevado risco metabólico para doenças associadas à obesidade nas mulheres estudadas, sem diferença entre os grupos (p > 0,05). As médias das concentrações de MDA não diferiram entre os grupos com valores de 5,02 + 4,55 e 3,95 + 1,85 para os grupos G1 e G2, respectivamente (p > 0,05), entretanto, teve correlação inversa entre este marcador e a vitamina E nas mulheres com câncer de mama. A SOD foi significativamente maior nas mulheres com câncer de mama (p < 0,05), com médias de 8924,32 + 3829,35 e 7170,14 + 3132,32 em mulheres com e sem a doença, nesta ordem. CONCLUSÃO: A ingestão de carboidratos foi mais elevada nas mulheres com câncer, estando adequado o consumo para os demais macronutrientes, sem diferença entre os grupos. A ingestão de micronutrientes foi adequada, à exceção do baixo consumo de vitamina E, nos dois grupos, tendo correlação inversa com o MDA, nas mulheres com câncer.O câncer de mama não teve relação com a elevada prevalência de pré-obesidade e risco elevado para RMDAO. O estudo reforça a participação do EO no câncer de mama, justificado pela maior atividade da SOD nessas mulheres.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423488 - BENEDITO BORGES DA SILVA
Externo à Instituição - LÚCIA DE FÁTIMA CAMPOS PEDROSA SCHWARZSCHILD - UFRN
Presidente - 423490 - NADIR DO NASCIMENTO NOGUEIRA
Externo ao Programa - 423604 - REGINA CELIA DE ASSIS
Notícia cadastrada em: 21/08/2014 16:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/07/2024 14:11