Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BETÂNIA DE PINHO VERAS PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BETÂNIA DE PINHO VERAS PEREIRA
DATA: 01/07/2019
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de aula do Mestrado
TÍTULO: Modificação da celulose bacteriana por método de quaternização: Caracterização e atividade antibacteriana
PALAVRAS-CHAVES: Celulose bacteriana; quaternização; Modificação
PÁGINAS: 41
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A celulose bacteriana é um polissacarídeo produzido por diversas bactérias, principalmente do gênero Gluconacetobacter, na forma de um hidrogel secretada extracelularmente sob a forma de uma rede de nanofibras, randomicamente distribuídas, que estão interligadas e formam uma estrutura tridimensional, muitos estudos relatam uma diversidade de aplicações para a celulose bacteriana, sendo empregada em vários setores como em aplicações em indústrias têxteis, de cosméticos, de alimentos e na área da saúde. Apesar da celulose bacteriana apresentar tantas propriedades interessantes, é relatado que ela pode sofrer modificações e obter características físicas e químicas diferenciadas, podendo também melhorar suas potencialidades tecnológicas, isto é possível devido à sua reatividade hidroxílica, além disso, o processo de modificação permite ganhar novas funcionalidades. Diante disso, o presente trabalho tem o objetivo de modificar quimicamente a celulose bacteriana pelo processo de quaternização utilizando o Cloreto de (3-Cloro-2-hidroxipropil)trimetilamônio-CHPTAC, visando a produção de um modificado que apresente atividade antibacteriana, bem como realizar a caracterização do modificado por meio de Espectroscopia Vibracional na Região do Infravermelho, Potencial Zeta e por Microscopia de Força Atômica. Os resultados obtidos até foram através da Espectroscopia Vibracional na Região do Infravermelho, onde foi observada a formação de uma banda na região de 1478 cm -1 e outra em 1407 cm -1 que correspondem ao processo de modificação com substituintes de amônio quaternário, as análises de Potencial Zeta mostraram uma mudança de carga para os modificados. Com a análise por Microscopia de Força Atômica foi observado que a superfície do modificado não sofreu alteração.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1718303 - DURCILENE ALVES DA SILVA
Externo à Instituição - MÁRCIA VALÉRIA SILVA LIMA - IFPI
Externo ao Programa - 1648340 - ROSA HELENA REBOUCAS
Notícia cadastrada em: 25/06/2019 15:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 06/12/2022 04:47