Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ADRYELE RIBEIRO ARANTES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRYELE RIBEIRO ARANTES
DATA: 12/07/2021
HORA: 14:00
LOCAL: sistema remoto
TÍTULO: Quaternização e acetilação da goma do cajueiro: Efeito do posicionamento reacional na auto-organização, hemocompatibilidade e atividade antibacteriana
PALAVRAS-CHAVES: polissacarideos; modificação quimica; Goma do cajueiro; Quaternização; Acetilação
PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

O exsudato do caule da árvore Anacardium occidentale L., de onde é obtido a goma
do cajueiro (GC) é um heteropolissacarídeo aniônico natural com uso potencial na
indústria farmacêutica e alimentícia, com um amplo espectro de aplicações
biotecnológicas. É composto principalmente de β-D-galactose, seguida de α-D-glicose,
arabinose, ramnose e ácido glucurônico. As modificações estruturais, causam
melhorias nas suas aplicabilidades, potencialidades tecnológicas e funcionais. A
inserção do grupo acetil apresenta propriedades anfifílicas utilizadas para síntese de
nanopartículas carreadoras de fármacos. Enquanto a inserção do amônio quaternário
melhora a solubilidade, adiciona carga positiva a cadeia polimérica e atividade
antimicrobiana. Diante disso o presente trabalho tem como objetivo verificar a inserção
do grupo acetil e amônio quaternário nas propriedades físico-químicas, estruturais e
biológicas da goma do cajueiro. A GC foi quaternizada utilizando o Cloreto de (3-Cloro-
2-hidroxipropil) trimetilamônio – (CHPTAC) e NaOH 5 mol/L. A acetilação foi realizada
utilizando NaOH 5 mol/L e anidrido acético. Foram realizadas 4 rotas de modificações
distintas onde duas amostras foram previamente quaternizadas, uma teve o processo
de quaternização completo e encerrado para prosseguir com a acetilação em seguida.
A outra amostra não teve o processo de quaternização encerrado sendo acetilada
antes do processo final de secagem da quaternização. As outras duas rotas foram
feitas os mesmos processos só que com a ordem de modificação acetilação-
quaternização. As amostras foram caracterizadas por meio de espectroscopia na
região do infravermelho, potencial Zeta, massa molar, solubilidade em água e
microscopia de força atômica (MFA). Além disso foram realizados ensaios
hemocompatibilidade e atividade antibacteriana pelo método de concentração inibitória
mínima (CIM), para bactérias S. epidermidis ATCC 12228, S. aureus ATCC 29213 e E.
coli ATCC 25922. Através da espectroscopia de infravermelho foi possível confirmar a
modificação das reações propostas, observando a inserção dos grupos funcionais. As
amostras modificadas tiveram sua massa molar aumentada comparada com a GC.
Com o teste de solubilidade observou-se características levemente hidrofóbicas o que
correspondente a modificação realizada. Contudo, cerca de 92% de massa média dos
derivados foi solúvel. Uma possível auto-organização pôde ser observada pelo AFM,
onde as amostras modificadas apresentaram partículas de tamanhos maiores
comparados com GC, GC quaternizada e GC acetilada. As modificações
demonstraram apresentaram hemocompatibilidade, quando comparados ao grupo
controle. No teste de CIM, a porção solúvel das amostras não apresentaram atividade

na concentração testada. Ao realizar a inserção dos dois grupos funcionais com
características distintas foi possível observar que a reação causada na cadeia do
polímero trouxe novas características para o mesmo, onde as amostras acetiladas-
quaternizadas apresentaram uma melhor auto-organização das suas partículas. A
reação também alterou a atividade antibacteriana visto que a GC quaternizada e a GC
acetilada apresentam esse tipo de atividade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1718303 - DURCILENE ALVES DA SILVA
Interno - 025.525.613-22 - JEFFERSON ALMEIDA ROCHA - UFMA
Externo à Instituição - VENICIOS GONCALVES SOMBRA - UNILAB
Notícia cadastrada em: 25/06/2021 12:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 09/12/2022 22:52