• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: EMERSON BRUNO CASTRO MESQUITA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMERSON BRUNO CASTRO MESQUITA
DATA: 14/07/2022
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/tcn-gmnd-jno
TÍTULO: Bioprospecção científica e tecnológica, triagem fitoquímica, atividade bacteriana e anti-inflamatória de Cecropia pachystachya Trecul. (Urticaceae)
PALAVRAS-CHAVES: atividade antibacteriana, metabólitos secundários, patentes
PÁGINAS: 79
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Cecropia pachystachya Trecul., conhecida popularmente como embaúba, umbaúba, árvore da preguiça ou torém e pertencente a Urticaceae, além de ser utilizada em projetos de reflorestamento, é usada para o tratamento de afecções respiratórias, tratamento de coqueluche, asma, hepatopatias e adjuvante no tratamento do Diabete mellitus como hipoglicêmico, diurético, anti-hemorrágico e cardiotônico. Diante do potencial farmacológico, objetivou-se identificar as principais atividades farmacológicas de C. pachystachya através da prospecção científica e tecnológica e identificar, nos extrato etanólico e metanólico de folhas, os metabólitos secundários, além de avaliar a atividade antibacteriana, potencial antioxidante frente ao radical livre DPPH e a toxicidade aguda em Artemia salina, bem como avaliar atividade anti-inflamatória em modelo murino. A prospecção científica realizou-se através de consultas nas bases de artigos: Web of Science, Scopus e Scielo, no período de 2007 a 2022, a prospecção tecnológica foi realizada por meio da busca nas bases: ESPACENET e WIPO. Os descritores utilizados foram: “Cecropia”, “Cecropia pachystachya”, “Cecropia AND biotechnology”, “Cecropia AND pharmacology” e “Cecropia AND treatment”. Os extratos etanólico e metanólico de folhas de C. pachystachya foram testados em quatro cepas de bactérias, Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Escherichia coli e Salmonella typhimurium. Utilizou-se as técnicas de verificação de determinação das concentrações inibitórias e bactericidas mínimas. A capacidade antioxidante será determinada pelo método de sequestro de radicais do 2,2-difenil-1-picrilhidrazilo (DPPH) em concentração de 100μL. A avaliação da atividade anti-inflamatória seguirá a metodologia de edema de pata e peritonite em modelo murino. A toxicidade foi determinada pela concentração letal média (CL50) após 24h de exposição das larvas de A. salina aos extratos. O Brasil foi o país que apresentou o maior número de publicações tanto na base de dados da Web of Science quanto na Scopus. A ESPACENET se destaca com o maior número de patentes para o descritor “Cecropia”. Os testes bacterianos evidenciaram potencial bactericida e bacteriostático frente as cepas de S. aureus e S. epidermidis, e bacteriostático frente a E. coli e S. typhimurium. Pode-se verificar o potencial bacteriostático dos extratos frente todas as cepas e bactericida em diferentes concentrações frente as cepas de S. aureus e S. epidermidis para os extratos etanólico e metanólico. Os testes de toxicidade evidenciaram que as concentrações utilizadas dos extratos são “não tóxicos” para Artemia salina. O teste de atividade antioxidante através do sequestro do radical livre de DPPH e avaliação da atividade anti-inflamatória, ainda não foram realizados. Apesar das evidências etnobotânicas do uso medicinal do táxon, bem como seu potencial farmacológico comprovado em outros estudos, ainda se faz necessária a investigação das propriedades biológicas dessa espécie, pois na literatura os estudos sobre as atividades biológicas de Cecropia pachystachya ocorrente na APA do Delta do Rio Parnaíba ainda são incipientes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1221652 - IVANILZA MOREIRA DE ANDRADE
Interno - 841.003.203-10 - LEIZ MARIA COSTA VERAS - UFPI
Externo ao Programa - 1049858 - MELISE PESSOA ARAUJO MEIRELES
Externo à Instituição - FÁTIMA DE CÁSSIA EVANGELISTA DE OLIVEIRA - NASSAU
Notícia cadastrada em: 20/06/2022 13:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 09/12/2022 22:21