Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SANSARA SANNY DE MENDONÇA ARAUJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SANSARA SANNY DE MENDONÇA ARAUJO
DATA: 13/07/2022
HORA: 15:30
LOCAL: sistema remoto
TÍTULO: ESTUDO DO POTENCIAL DA Terminalia fagifolia MART. COMO ALTERNATIVA PARA O TRATAMENTO DA COVID-19 E MICOSES ASSOCIADAS.
PALAVRAS-CHAVES: Antiviral; Terminalia sp.; Ácido elágico; SARS-CoV-2; Candida spp.
PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Nos últimos anos, concomitantemente com a pandemia da COVID-19 e a falta de
tratamentos eficazes, houve um excedente de pacientes sobrecarregando as unidades de
terapia intensiva (UTIs) dos hospitais. Esta situação tornou o ambiente propício para
infecções bacterianas e fúngicas, provocando, assim, aumento da prevalência de fungos
oportunistas como Candida spp. As opções terapêuticas limitadas ou ausentes agravou
esse quadro, e o uso indiscriminado de antimicrobianos levou ao aumento de infecções
resistentes aos medicamentos. Desse modo, surgem as pesquisas relacionadas a plantas
medicinais ricas em metabólitos secundários, como alternativas terapêuticas. Entre as
espécies farmacologicamente ativas, Terminalia fagifolia Mart. possui potencial anti-
inflamatório, antitumoral, antifúngico, antibacteriano, antibiofilme, apresentando, ainda,
efeito gastroprotetor. Portanto, o objetivo desse estudo foi averiguar o potencial
biotecnológico dos derivados de T. fagifolia contra o agente etiológico da COVID-19 e de
micoses associadas. A fração aquosa do extrato etanólico de T. fagifolia (FAq) foi
estudada quanto ao seu potencial anti-SARS-COV-2 in vitro, utilizando o kit “SARS-CoV-2
Spike-ACE2 Interaction Inhibitor Screening Assay”. Para o ensaio antifúngico foram
testados o extrato etanólico (EEt) e sua fração aquosa frente a espécies de Candida spp.
de acordo com os documentos M27-A3 da CLSI – Clinical and Laboratory Standards
Institute (2008), isolados ou em sinergismo com fluconazol ou anfotericina B. O
mecanismo de ação do constituinte majoritário da FAq (derivado do ácido elágico), para
ambas as atividades, foi estudado in silico, por meio de docagem molecular, além da
avaliação das características fisico-químicas por meio das predições de ADME/Tox e
Druglikeness do eschweilenol C. Os resultados in vitro demonstraram uma inibição da
interação entre a proteína Spike e ECA2 de 100%, nas maiores concentrações testadas
(≥ 135 µg/mL), com IC50 igual a 47,15 µg/mL. Os resultados in silico mostram que o
eschweilenol C apresentou melhor interação com as proteínas Mpro e Proteína S. Além
disso, demostrou também interagir por meio de pontes de hidrogênio e ligações
hidrofóbicas. Foi evidenciada menores concentrações inibitórias da FAq e do extrato
etanólico de T. fagifolia contra Candida spp., quando comparados ao fluconazol, além de
demonstrar sinergismo de FAq e do extrato com os demais antifúngicos contra espécies
de Candida spp. Os achados in silico demonstraram maior afinidade do eschweilenol C
pelas proteínas de Candida estudadas, principalmente proteína Aro3 e B9J08_000055,
comparado ao resultado encontrado para fluconazol, anfotericina B e equinocandina B. O
eschweilenol C apresentou baixa absorção gastrointestinal, incapacidade de permear a
barreira hematoencefálica, sem inibição da família de citocromos. Diante dos resultados,
os derivados de T. fagifolia e o seu composto isolado, eschweilenol C, apresentaram-se
como fortes candidatos para o desenvolvimento de drogas com atividade antiviral contra
SARS-CoV-2, bem como para o tratamento antifúngico contra cepas de Candida spp.,
ressaltando a necessidade de estudos pré-clínicos e clínicos para elucidar e caracterizar
melhor as propriedades farmacológicas do eschweilenol C.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 995.992.603-68 - ALYNE RODRIGUES DE ARAUJO - UFPI
Externo ao Programa - 1640496 - ANNA CAROLINA TOLEDO DA CUNHA PEREIRA
Externo ao Programa - 2147346 - TATIANE CAROLINE DABOIT
Notícia cadastrada em: 28/06/2022 13:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 07/08/2022 16:55