Notícias

Banca de DEFESA: LUCAS DA SILVA NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS DA SILVA NASCIMENTO
DATA: 13/07/2022
HORA: 09:00
LOCAL: sistema remoto
TÍTULO: IMPACTO DA VELOCIDADE DOS ESTÍMULOS VISUAIS EM AMBIENTE VIRTUAL NA ESTIMATIVA DO TEMPO E NA COERÊNCIA DA ELETROENCEFALOGRAFIA
PALAVRAS-CHAVES: percepção do tempo; estimativa de tempo; realidade virtual; eletroencefalografia; coerência.
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:
A percepção do tempo é designada como a experiência subjetiva da percepção temporal e como um indivíduo julga a duração de um intervalo de tempo. Essa percepção pode ser alterada pelo estado afetivo do indivíduo ou por fatores como: frequência temporal, frequência espacial, complexidade e velocidade de estímulos. A neurociência comportamental vem buscando compreender as alterações corticais durante o desempenho de tarefas de percepção de tempo mediante a combinação de ferramentas. Algumas pesquisas abordam o uso de ambientes de realidade virtual para investigar os correlatos relacionados a julgamento temporal. Entretanto, há escassez de estudos que investiguem simultaneamente a influência de alterações de velocidade em ambientes de realidade virtual em aspectos eletrofisiológicos e comportamentais. Desse modo, o objetivo do estudo foi analisar o julgamento dos intervalos de tempo por meio da tarefa de estimativa do tempo e a coerência da atividade cortical de indivíduos submetidos a mudanças na velocidade de movimento em um ambiente virtual não-imersivo. Vinte e um indivíduos participaram do estudo cruzado randomizado com a tarefa de estimativa de tempo visual em três condições de velocidades (estímulo virtual original, lento e rápido) concomitante a análise da coerência do eletroencefalograma para as bandas alfa, beta e teta nas áreas corticais orbitofrontal, pré-frontal, parietal, temporal e occipital. Os resultados demonstraram que na condição de velocidade rápida ocorreu um aumento do erro na tarefa de estimativa de tempo após o estímulo da realidade virtual (p< 0,05); enquanto que para o erro relativo, o intervalo de tempo curto (1 s) foi subestimado e os intervalos de tempo longos (4 s, 7 s e 9 s) superestimados (p< 0,05). A análise eletrofisiológica apresentou efeito principal para áreas nas diversas bandas de frequência analisadas (p<0,05). Os achados indicam que as mudanças de velocidade da intervenção promoveram alterações no desempenho da tarefa de estimativa de tempo. Houve maior coerência inter-hemisférica nas regiões vinculadas ao processamento visual, que relaciona-se com a percepção temporal.
 

MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 3222259 - FRANCISCO VICTOR COSTA MARINHO
Externo à Instituição - JANAINA DE MORAES SILVA - UESPI
Interno - 2092495 - SILMAR SILVA TEIXEIRA
Presidente - 1761994 - VICTOR HUGO DO VALE BASTOS
Notícia cadastrada em: 29/06/2022 08:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 06/12/2022 23:50