Notícias

Banca de DEFESA: LORENA PAOLA FERRARO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LORENA PAOLA FERRARO
DATA: 29/02/2024
HORA: 09:00
LOCAL: meet.google.com/csx-ecuy-apu
TÍTULO: PROPOSTA DE AÇÃO NA GESTÃO DE RECURSOS CULTURAIS DO SÍTIO ARQUEOLÓGICO AGUAS ARRIBA - CÂNION TALAMPAYA – PARQUE NACIONAL TALAMPAYA – PROVÍNCIA DE LA RIOJA – ARGENTINA
PALAVRAS-CHAVES: verniz do deserto - arqueometria- arte rupestre de Agua Arriba
PÁGINAS: 191
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Arqueologia
SUBÁREA: Teoria e Método em Arqueologia
RESUMO:

O objetivo do estudo é se aproximar ao estabelecimento da cronologia relativa do sítio
arqueológico Aguas Arriba, Parque Nacional Talampaya, La Rioja, Argentina. Justifica-se o
estudo de sua arte rupestre na necessidade de conhecer a materialidade do local para
contribuir com a gestão do patrimônio cultural na Administración de Parques Nacionales e
fornecer respostas à comunidade local (especialmente Pagancillo) sobre aspectos científicos
relacionados à significação cultural, de forma ampla. A equipe interdisciplinar convocou
estudiosos da Universidade Federal do Piauí, da Administración de Parques Nacionales, da
Universidade de Tucumán e pesquisadores independentes para realizar estudos
arqueométricos e do campo da arqueologia tradicional (escavações, documentação da arte
rupestre, análise ceramológica). Foram feitos no laboratório decalques digitais com o software
Adobe Illustrator, um racontosobre os estudos macroscópicos de cerâmica, análises
elementares por Fluorescência de Raios X para o tratamento do verniz do deserto, da mesma
forma que estudos visuais por microscopia óptica digital e Munsell Soil Color Chart para o
mesmo fim, bem como análises estatísticas. Os resultados mais significativos da aplicação
dessas técnicas foram os que enumeraremos a seguir. Entre os aspectos culturais,
encontramos, do ponto de vista cronológico-estilístico e temático, motivos rupestres
atribuíveis às culturas arqueológicas Ciénaga e Sanagasta, sustentadas pela presença de
cerâmica atribuível a esta última. Os depósitos culturais, no entanto, estiveram ausentes,
sendo assumidos processos tafonômicos. Essas informações deveriam ser cruzadas com os
dados oferecidos pelos estudos e análises arqueométricos (como via independente de análise)
para a abordagem do verniz do deserto. A nossa grande motivação foi fornecer com a
Fluorescência por Raios X portátil informações que permitissem aportar à noção cronoestilística
e temática uma maior confiança a partir do estudo do verniz do deserto. Embora, ela
se viu tomada pelas próprias limitações da técnica cujo processamento de dados demandou
idades conhecidas ou supostas, concebidas com aquelas ferramentas da arqueologia
tradicional. De qualquer forma, tem sido um dado relevante conhecer a taxa de acúmulo de
Manganês, aportando aos modelos que tratam acerca da velocidade de re-envernizamento de
superfícies rochosas que podem ser compartilhados, aumentado os dados a nível mundial.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2266305 - ANA LUISA MENESES LAGE DO NASCIMENTO
Interno - 423453 - MARIA CONCEICAO SOARES MENESES LAGE
Interno - 423455 - SONIA MARIA CAMPELO MAGALHAES
Externo ao Programa - 1780191 - FRANCISCO ERONI PAZ DOS SANTOS
Externo à Instituição - AIXA SOLANGE VIDAL - UBA
Externo à Instituição - SUELY GLEYDE AMÂNCIO MARTINELLI - UFS
Notícia cadastrada em: 08/02/2024 21:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/04/2024 09:02