Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: VICENTE PAULO DA COSTA NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VICENTE PAULO DA COSTA NETO
DATA: 28/01/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Modo Remoto. Link a ser definido.
TÍTULO: Eficiência simbiótica e respostas produtivas de plantas de feijãomungo coinoculadas com Bradyrhizobium e rizobactérias promotoras de crescimento em plantas
PALAVRAS-CHAVES: Rizóbios, Azospirillum brasilense, Bacillus, Vigna radiata, produtividade de grãos.
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A simbiose entre plantas e microrganismos benéficos são relatados na literatura, mas
estudos sobre a interação do feijão-mungo com bactérias diazotróficas e rizobactérias
promotoras de crescimento em plantas (RPCP), tais como Azospirillum e Bacillus, são
incipientes. O presente estudo objetivou avaliar a fixação e assimilação do nitrogênio bem
como produtividade de grãos em plantas de feijão-mungo inoculadas com Bradyrhizobium
(Bradyrhizobium sp. BR 2003, B. pachyrhizi BR 3262, B. yuanmingense BR 3267, B.
paxllaeri BR 10398, B. icense BR 10399), A. brasilense e Bacillus sp. de forma isolada ou
em diferentes combinações (duplas ou trios). As avaliações foram realizadas no período
de florescimento e na maturação de vagens. O primeiro experimento (capítulo I) foi
realizado em areia lavada e autoclavada. Observou-se que as coinoculações com
Bradyrhizobium e RPCP incrementaram a biomassa, nodulação e eficiência de fixação de
nitrogênio, sendo registrado aumentos significativos nos compostos nitrogenados nos
nódulos, principalmente de ureídeos, em relação as plantas inoculadas apenas com
Bradyrhizobium. Os melhores resultados foram observados quando os isolados BR 2003
de Bradyrhizobium sp. e BR 3262 de B. pachyrhizi foram utilizados em combinação com A.
brasilense e Bacillus e estes trios simbióticos induzam alterações positivas no crescimento,
nodulação e metabolismo do nitrogênio das plantas de feijão-mungo. No experimento em
solo autoclavado (capítulo II), observou-se que as coinoculações melhoraram a fixação e o
metabolismo do nitrogênio, sendo registrado aumento na concentração de amônia livre,
ureídeos, aminoácidos solúveis totais e proteínas em relação a testemunha nitrogenada,
principalmente nas plantas inoculadas com Bradyrhizobium sp. BR 2003 ou com B.
yuanmingense BR 3267 em combinação com RPCP. A combinação de Bradyrhizobium sp.
BR 2003 e Bacillus induziu melhorias em todas as varáveis analisadas na parte aérea e,
principalmente, nos nódulos na fase de maturação de vagens. No geral, conclui-se que a
combinação de Bradyrhizobium e RPCP apresentam eficiência simbiótica e,
consequentemente, induzem respostas positivas no crescimento e metabolismo de
nitrogênio de plantas de feijão-mungo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2058762 - ARTENISA CERQUEIRA RODRIGUES
Interno - 2058623 - JOSE EVANDO AGUIAR BESERRA JUNIOR
Externo à Instituição - ROSA MARIA CARDOSO MOTA DE ALCANTARA - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 18/01/2022 10:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 02/10/2022 17:26