Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALLAN KAYK SALES MENESES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALLAN KAYK SALES MENESES
DATA: 29/11/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do PPGQ
TÍTULO: Determinação via espectroscopia ATR-FTIR de anfotericina B em emulgel à base de manteiga de bacuri (Platonia insignis Mart.)
PALAVRAS-CHAVES: Anfotericina B. ATR-FTIR. Quantificação. Emulgel. Método analítico.
PÁGINAS: 19
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Química dos Produtos Naturais
RESUMO:

Para a indústria farmacêutica, os medicamentos devem ser comercializados como formulações seguras e terapeuticamente ativas, associado a um controle de qualidade simples, barato e rápido. Um emulgel desenvolvido à base de anfotericina B (AnfB) e manteiga de bacuri (Platonia insignis Mart.), indicado para o tratamento de leishmaniose cutânea, um importante problema de saúde pública no Brasil e no mundo, apresentou-se como uma alternativa potencial para o tratamento dessa doença. Os métodos descritos para doseamento de AnfB: espectrofotometria no Ultravioleta e Visível (UV-Vis) e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE), Cromatografia Gasosa (CG), apresentam desvantagens nos quesitos praticidade, rapidez, economia. Nesse sentido, a espectroscopia no infravermelho vem ganhando notoriedade para o controle de qualidade de fármacos, devido as suas vantagens sobre esses métodos convencionais. O objetivo desse trabalho foi desenvolver um método de quantificação do analito AnfB em uma formulação farmacêutica complexa (emulgel), base de manteiga de bacuri (Platonia insignis Mart.), usando a espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier com reflectância total atenuada (IV-TF-RTA). As soluções com padrão de Anfb e KBr foram formuladas para a aquisição de espectros ATR-FTIR, sem preparação dos discos de KBr, comumente usados, com aplicação direta em acessório RTA. Com o modelo univariado aplicado, empregado na banda localizada em 1040 cm-1, obteve-se o coeficiente de determinação (r2) de 0,998. Os limites de detecção e quantificação determinados foram 0,0014 m/m, mg e 0,004 m/m, mg, respectivamente. Realizou-se o estudo de interferência para verificar a influência dos excipientes da formulação. A sobreposição de bandas, apesar de presente, foi contornada com a subtração da contribuição da absorbância decorrente dos excipientes. O estudo mostrou que a espectroscopia ATR-FTIR é uma alternativa viável e potencial para o doseamento de AnfB em formulação farmacêutica complexa.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1549302 - SIDNEY GONCALO DE LIMA
Interno - 2351542 - CICERO ALVES LOPES JUNIOR
Interno - 1635927 - EDIVAN CARVALHO VIEIRA
Externo ao Programa - 756.483.183-91 - GERALDO EDUARDO DA LUZ JUNIOR - UESPI
Notícia cadastrada em: 22/11/2022 09:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/06/2024 22:25