Notícias

Banca de DEFESA: LARISSA CABRAL DE CARVALHO OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA CABRAL DE CARVALHO OLIVEIRA
DATA: 12/04/2024
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do PPGQ
TÍTULO: APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS E A TEORIA DA DESCOBERTA DE JEROME BRUNER NO ENSINO DE QUÍMICA: UM ESTUDO A PARTIR DA PERCEPÇÃO DE LICENCIANDOS EM QUÍMICA
PALAVRAS-CHAVES: Metodologias Ativas. Aprendizagem Baseada em Problemas. Ensino de Química. Teoria da Descoberta.
PÁGINAS: 162
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

O processo de ensino e aprendizagem vem se tornando cada vez mais complexo, sendo necessária a aplicação de metodologias ativas (MAs) que ofereçam melhores condições para alcançar competências e habilidades práticas, tais como: comunicação, pensamento científico e crítico. Tradicionalmente, o ensino é marcado por metodologias em que o aluno desempenha um papel passivo, absorvendo conteúdos por meio da memorização, enquanto o professor é visto como o detentor do conhecimento. No entanto, a sociedade passou por mudanças ao longo dos anos, exigindo que a educação se adapte às necessidades e expectativas dos alunos. Nesse sentido, a aprendizagem por descoberta fundamentada nas ideologias de Bruner (1969) caracteriza-se como uma metodologia do tipo indutiva, baseada na Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), designada na língua inglesa como Problem Based Learning (PBL), no qual o mediador do conhecimento (professor) expõe problemas com exemplos do cotidiano para que os alunos busquem soluções a partir da exploração do conteúdo. Nesse contexto, essa pesquisa busca investigar como uma metodologia pautada na PBL e na Teoria da Descoberta de Jerome Bruner pode contribuir com um processo de ensino e aprendizagem de química no Ensino Superior. Para isso, foi realizada uma intervenção na disciplina de Química Geral I ofertada no curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal do Piauí, na qual os discentes foram apresentados ao método PBL, em seguida houve a aplicação do questionário I que diz respeito a caracterização dos sujeitos, logo após os licenciandos foram apresentados a duas situações-problemas sobre cinética química com ênfase no papel ativo dos alunos por meio da PBL. Por fim aplicou-se o questionário II sobre a análise da percepção dos alunos acerca da PBL. A análise dos resultados evidenciou que a utilização da PBL relacionada com a Teoria da Descoberta revelam-se eficazes no ensino de química, uma vez que a abordagem centrada no aluno evidenciou a aprendizagem ativa, a contextualização do conhecimento, interação social e discussão como elementos essenciais para o processo de ensino e aprendizagem. Assim, a PBL associada a Teoria da Descoberta podem ser consideradas como uma estratégia complementar e válida para o Ensino de Química, dado que rompe com os paradigmas do ensino tradicionalista, uma vez que aprender é uma atividade de descoberta, sendo a situação-problema como meio estimulador para a busca por uma solução.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1714171 - JANILDO LOPES MAGALHAES
Interno - 1806069 - JERINO QUEIROZ FERREIRA
Externo ao Programa - 1714271 - LUIZ JESUS SANTOS BONFIM
Externo à Instituição - BENEILDE CABRAL MORAES - UESPI
Notícia cadastrada em: 27/03/2024 11:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 24/06/2024 10:09