Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIEL DIAS RUFINO ARCANJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL DIAS RUFINO ARCANJO
DATA: 27/01/2016
HORA: 08:30
LOCAL: NUPCelt/UFPI
TÍTULO:

Caracterização e aplicações cardiovasculares de um novo peptídeo rico em prolina

obtido da secreção cutânea de Brachycephalus ephippium


PALAVRAS-CHAVES:

Brachycephalus ephippium, Inibidor de ECA, Óxido nítrico, Peptídeo potencializador

de bradicinina, Peptídeo rico em prolina, Vasodilatador.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
SUBÁREA: Farmacologia Geral
ESPECIALIDADE: Farmacocinética
RESUMO:

Os peptídeos potencializadores de bradicinina (BPPs) foram relatados pela primeira vez

ao demonstrar-se que o veneno de Bothrops jararaca promove potencialização da

contração do músculo liso intestinal induzida por bradicinina, e foram os primeiros

inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA) descritos. Fazem parte de uma

família denomainada “peptídeos ricos em prolina” (PRO) devido à presença de resíduos

do aminoácido prolina em sua porção C-terminal. Sua descoberta deu início a diversos

estudos visando o desenvolvimento de agentes úteis no tratamento da hipertensão

arterial sistêmica, levando ao desenvolvimento do captopril. Estes estudos mostram que

os PROs agem não somente sobre a ECA, mas também sobre diferentes alvos

farmacológicos, ressaltando a importância na elucidação de novos mecanismos de ação

envolvidos. O presente estudo descreve o isolamento e a caracterização químico-

farmacológica de um novo PRO isolado a partir da secreção cutânea do anfíbio

Brachycephalus ephippium denominado BPP-Brachy e sua forma amidada, BPP-

BrachyNH2. Este peptídeo inibe eficientemente a atividade da ECA in vitro em soro de

ratos causando bloqueio do acesso do substrato ao sítio ativo do domínio C, assim como

induz uma potente vasodilatação dependente de endotélio em anéis de artéria aorta

torácica de ratos. A presença de L-NAME, um inibitor da óxido nítrico (NO) sintetase,

assim como a remoção mecânica do endotélio vascular abolem a vasodilatação induzida

por BPP-BrachyNH2. Em anéis de aorta previamente carregados com a sonda DAF-FM

DA, BPP-BrachyNH2 promoveu aumento de fluorescência observado por microscopia

confocal, indicando aumento na liberação de NO. A viabilidade celular de linhagens de

células endoteliais de veia umbilical humana e em células de músculo liso vascular de

aorta de ratos na presença de BPP-BrachyNH2 foi avaliada pelo método do MTT, que

demonstrou ausência de citotoxicidade. Em conclusão, o peptídeo BPP-BrachyNH2

apresenta uma nova sequência primária e é o primeiro BPP isolado a partir da secreção

cutânea em toda a família Brachycephalidae. O BPP-BrachyNH2 não apresenta

citotoxicidade e promove vasodilatação dependente de endotélio provavelmente

mediada pela liberação de NO. Estes achados abrem a possibilidade para se explorar os

anfíbios como fontes de novas biomoléculas, assim como para suas potenciais

aplicações no tratamento de disfunções endoteliais e doenças cardiovasculares.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1167257 - ANTONIA MARIA DAS GRACAS LOPES CITO
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Interno - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 18/01/2016 09:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 30/09/2022 10:57