Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELISA APARECIDA ALVES PAIVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELISA APARECIDA ALVES PAIVA
DATA: 12/07/2016
HORA: 08:00
LOCAL: NUPCelt/UFPI/Teresina
TÍTULO:

Análise genômica do gênero Cenostigma por meio de marcadores moleculares.


PALAVRAS-CHAVES:

conservação, Caneleiro, sequenciamento.


PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

Cenostigma é um gênero de árvores e arbustos nativos do Brasil pertencente à família Leguminosae que abriga as espécies C. macrophyllum e C. tocantinum. A primeira é conhecida popularmente por caneleiro, canela-de velho, canela-de-veado, maraximbé ou fava-do-campo e ocorre em áreas de cerrado, cerradão, mata de galerias, caatinga, sobre solo arenoso de terra firme e em mata de transição, abundantes ao longo de estradas e aparentemente um colonizador local. Sua distribuição se dá principalmente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. É empregada como planta ornamental, sobretudo na região da grande Teresina – PI, onde foi escolhida como a árvore símbolo da cidade (SILVA et.al, 2006; ROCHA et al., 2007). Sua madeira é usada para construção, marcenarias, carvão vegetal e lenha (WARWICK & LEWIS, 2009). Em levantamento etnobotânico, realizado na região do semi-árido piauiense, consta que as cascas do caule, folhas e flores são usadas popularmente para o tratamento de doenças estomacais e intestinais. Dentre as propriedades descobertas em estudos científicos estão antiinflamatórias, analgésicas, antimicrobiana e anti-ulcerogênica. C. tocantinum apresenta distribuição geográfica mais restrita, concentrando-se no Pará, Amazonas e Tocantins. É conhecida por pau-pretinho e cássia-rodoviária. Sua madeira é usada na indústria da construção civil, podendo, também, ser obtido um corante verde-oliva. Já as árvores são usadas para ornamentar ruas e praças, além de parques no nordeste do Brasil devido às suas flores exuberantes e troncos atraentes. O conhecimento da variabilidade genética existente nas populações naturais é de fundamental importância para elucidar a biologia da espécie, além de informações sobre o sistema de reprodução, diversidade e estrutura genética que são importantes para o estabelecimento de estratégias que visem à conservação das espécies C. macrophyllum e C. tocantinum. O projeto objetiva determinar a estrutura genética em populações naturais do gênero Cenostigma (C. macrophyllum e C. Tocantinum) por meio da análise de polimorfismos de sequências do genoma do cloroplasto visando o aproveitamento dessa informação no delineamento de estratégias para a conservação dessas espécies.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - PAULO SARMANHO DA COSTA LIMA - EMBRAPA
Externo ao Programa - 423361 - REGINA LUCIA FERREIRA GOMES
Interno - 423551 - RITA DE CASSIA MENESES OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 29/06/2016 16:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 04:04