Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIZANGELA DA SILVA REIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIZANGELA DA SILVA REIS
DATA: 10/10/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do curso de Engenharia de Materiais/CT/CCN2-TERESINA-PI
TÍTULO:

Estudo da atividade antimicrobiana de derivados de quitosana associados com ceftazidima


PALAVRAS-CHAVES:

quitosana, modificação, associação, atividade antibacterianas


PÁGINAS: 156
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

O uso sem distinção de antibióticos tem designado microrganismos resistentes a drogas antibacterianas, requerendo a investigação e desenvolvimento de novos medicamentos. Materiais poliméricos vem despertando o interesse de muitos pesquisadores devido ao seu grande campo de aplicações. A quitosana é um polímero natural, obtido a partir da reação de desacetilação da quitina, por apresentar propriedades inerentes vêm se manifestando como uma nova classe de materiais com funções fisiológicas altamente aprimoradas devido à sua atividade biológica versátil, excelente biocompatibilidade, e biodegradabilidade, de fonte renovável e não toxica. Modificações na cadeia da quitosana são feitas com a fim de melhorar ou conferir novas propriedades para quitosana. Quitosana e derivados de quitosana obtidos na ausência de solvente e derivados associados com fármaco ceftazidima foram avaliados como novos compostos antibacterianos, verificando-se o a sua eficácia contra cepas de  Staphylococcus aureus 25.923 e Escherichia coli 25.922. As modificações químicas da quitosana com os ligantes acetilacetona, etilenodiamina e dietilenotriamiana obtidos na ausência de solvente foram realizadas com sucesso. Isto pôde ser confirmado pelos resultados de análise elementar onde foi observado o aumento da razão C/N dos derivados e por FTIR que permitiu identificar o aparecimento de novas bandas que caracterizam a incorporação dos ligantes empregados nas reações. Os derivados obtidos e os associados com fármacos apresentaram uma maior atividade antibacteriana contra ambas as cepas S.aureus e E.coli quando comparados com a quitosana em seu estado natural e com o fármaco sozinho na concentração testada. Estes resultados indicam a eficácia do potencial da quitosana em combinações com fármaco ceftazidima para aumentar a atividade biológica total.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1718303 - DURCILENE ALVES DA SILVA
Externo ao Programa - 1313503 - HUMBERTO MEDEIROS BARRETO
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Notícia cadastrada em: 28/09/2016 16:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 03:10