Notícias

Banca de DEFESA: RUSBENE BRUNO FONSECA DE CARVALHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RUSBENE BRUNO FONSECA DE CARVALHO
DATA: 30/06/2017
HORA: 09:00
LOCAL: NUPCelt/CCA/UFPI
TÍTULO: Desenvolvimento tecnológico de um complexo de inclusão do nerolidol com ciclodextrina e avaliação de propriedades farmacológicas
PALAVRAS-CHAVES: Sesquiterpeno. Ciclodextrinas. Acetilcolinesterase. Antibacteriana. Saccharomyces cerevisiae. Epilepsia.
PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

O nerolidol (NRL) (C15H26O) é um sesquiterpeno acíclico oxigenado que pode ser encontrado em óleos essenciais de diversas espécies de plantas, tornando-se um promissor candidato a futuro fitomedicamento. Entretanto possui características que dificultam o desenvolvimento de uma formulação farmacêutica e sua aplicabilidade tecnológica, fazendo-se necessário o incremento de tecnologias para aumentar a estabilidade e melhorar a solubilidade. Nesse contexto, se propôs a inclusão deste sesquiterpeno em complexo utilizando a metil-β-ciclodextrina (MβCD), como molécula hospedeira, ao qual é reconhecida na literatura por proporcionar estabilidade a molécula hospede, bem como aumentar a solubilidade aquosa e biodisponibilidade. O objetivo desse trabalho foi obter e caracterizar o complexo de inclusão (CI) do NRL com MβCD e investigar a atividade anticolinesterásica, capacidade oxidante, antioxidante e de reparo do NRL e CI em Saccharomyces cerevisiae frente aos danos do peróxido de hidrogênio, bem como avaliar a atividade antibacteriana e a possível atividade antiepiléptica desse composto em modelos experimentais de crises epilépticas em camundongos. Inicialmente, foi realizada uma revisão, por meio de prospecção científico-tecnológica em bancos de dados direcionados a aplicação destas substâncias em doenças negligenciadas. Posteriormente, os CIs foram preparados em solução recorrendo ao método de solubilidade de fases para se obter a estequiometrias dos complexos de inclusão. Em seguida, preparados em estado sólido pelas técnicas de malaxagem, liofilização e evaporação rotativa, e caracterizados por calorimetria exploratória diferencial (DSC), análise por espectrometria de infravermelho com transformada de Fourrier (IV-TF), microscopia eletrônica de varredura (MEV), difração de raio-x (DRX) e espectroscopia de ressonância magnética nuclear de hidrogênio (RMN 1H). Por fim, foram atividades farmacológicas do CI, bem como do NRL. O efeito inibitório do NRL e CI frete a enzima acetilcolinesterase foi avaliada qualitativamente por cromatografia de camada delgada e qualitativamente por método espectrofotométrico. Na avaliação antimicrobiana foram os realizados ensaios de susceptibilidade antimicrobiana e determinação da concentração mínima inibitória, utilizando-se microrganismos Gram-positivas e Gram-negativos. A capacidade oxidante, antioxidante e de reparo foram avaliadas em Saccharomyces cerevisiae frente aos danos do peróxido de hidrogênio. E por fim, a avaliação antiepilética foi investigada por meio de modelos experimentais de crises epilépticas induzidas por pilocarpina. Foi possível destacar vários estudos com propriedades relevantes no tratamento de doenças neurogenerativas, tais como, atividades anticolinesterasica, antioxidante, antinociceptiva, anti-inflamatória e ansiolítica. Entretanto, poucos registros de depósito de patentes foram encontrados sugerindo a necessidade de maiores estudos sobre esse composto, tendo em vista que tal molécula apresenta-se promissora para o desenvolvimento de novas drogas com potencial terapêutico. Os resultados obtidos comprovam que a solubilidade do fármaco foi significativamente aumentada na presença da MβCD, indicando a formação de complexos de inclusão em solução na estequiometria 1:1. Os resultados obtidos no DSC, IV-TF, MEV, DRX e RMN H 1 comprovam a formação de complexos de inclusão no estado sólido, mostrando que essas técnicas podem ser usadas para identificar as diferenças de complexos obtidos. O método de obtenção com melhores resultados foi o obtido por liofilização, pois este apresentou elevado rendimento e maior grau de interação do NRL com MβCD. O NRL e o CI apresentaram resultado positivo frente à inibição qualitativa e quantitativa da enzima acetilcolinesterase, porém o mesmo não foi observado para MβCD, o que indica que o NRL é o composto ativo na inibição da enzima. Na atividade antibacteriana, o NRL puro foi capaz de inibir todas as estirpes gram positivas e algumas gram negativas testadas, diferentemente do CI que inibiu somente E. faecalis ATCC 29212. Tanto o NRL como CI apresentaram atividade antioxidante e de reparo em Saccharomyces cerevisiae frente aos danos do peróxido de hidrogênio. Já atividade antiepiléptica foi observada aumento significativo da latência para a instalação de crises epilépticas e estado de mal epiléptico, bem como na mortalidade, especialmente para a dose de 50 e 75 mg/kg do NRL e CI no modelo de crise epiléptica induzida por pilocarpina. Diante desses resultados foi submetido ao Núcleo de inovação e transferência de tecnologia da Universidade Federal do Piauí o pedido de patente do CI (NRL:MβCD) com aplicação como inibidores da enzima acetilcolinesterase, bem como potencial antioxidante.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1551616 - CHISTIANE MENDES FEITOSA
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Externo à Instituição - LIDIANE DA SILVA ARAÚJO - UFPI
Presidente - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Externo ao Programa - 1350350 - MARIA DAS GRACAS FREIRE DE MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 06/06/2017 09:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 03:38