Notícias

Banca de DEFESA: NAYRA DA COSTA E SILVA REGO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAYRA DA COSTA E SILVA REGO
DATA: 12/03/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do Núcleo Integrado de Morfologia e Pesquisas com Células-tronco (NUPCelt/UFPI)
TÍTULO: Planejamento racional, caracterização e modificação estrutural de alcalóides com aplicação biotecnológica contra Trypanossoma cruzi – PLABIOTRYC.
PALAVRAS-CHAVES: doença de Chagas, epiisopiloturina, complexo de rutênio, química medicinal.
PÁGINAS: 111
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A doença de Chagas ou Tripanossomíase americana é uma doença tropical parasitária, de natureza endêmica, tendo como agente causador o protozoário Trypanosoma cruz. No resíduo da extração da pilocarpina contém um alcalóide denominado epiisopiloturina (EPI) que demonstrou atividade biológica e baixa toxicidade contra esquistossomose e leishmaniose. Por outro lado, o complexo de rutênio vem sendo usado como carregador de fármaco, com substancia que contenham grupo imidazólico em sua estrutura, tornando o complexo mais biodisponível com ação mais efetiva no meio biológico. O objetivo do trabalho foi planejar, caracterizar e coordenar em complexo de rutênio a estrutura da EPI, visando a aplicação biotecnológica contra Trypanossoma cruzi. A síntese do complexo foi realizada a partir precursor cis-[Ru(bpy)2Cl2] com o ligante EPI em solução de etanol/água (3:1). Os complexos obtidos foram caracterizados por espectroscopia de UV-visível e Infravermelho. Foram utilizados métodos de química quântica e docagem molecular na coordenação do ligante no complexo para verificar os possíveis sítios de ação contra Chagas. Para isso utilizou-se os programas Guassian 09, Auto Dock 4.2.6 e UCSF Chimera, que resultou na interação com os alvos: 1ms3, 3gpe, 1aog, 2j1q e 4c27. O anel imidazólico da EPI apresentou duas possibilidade de coordenação com o centro metálico e o complexo (cis-[Ru(byp)2(Epi)Cl]) foi obtido evidenciando um sinergismo entre rutênio com o oxigênio e o nitrogênio do anel imidazólico da EPI. As propriedades físico-químicas da cis-[Ru(byp)2(Epi)Cl] no Infravermelho (IV) foram: 526,97 na frequência de 1686,9 cm-1 para a ligação Ru-CN e 1819,42 na frequência de 364,12 cm-1 para Ru-O2. O espectro de absorção óptica (UV-vis) apresentou duas bandas entre (200-300nm) e níveis de absorbância  εmax ~ 1,0 ×103 M-1 cm-1. Nos ensaios in vitro observou-se atividade tripanomicida em cepas Y  nas concentrações  de 200, 400mg e 800mg (IC50=55,30µg/mL) na ausência de sangue e  o valor de p(<0,001) foi estatisticamente significativo nas doses de 25mg a 800mg (IC50=16,55µg/mL) em presença de sangue resultando na diminuição da parasitemia em relação ao grupo controle. Nos ensaios in vivo, os resultados foram promissores nas doses de 50mg e 75 mg  por gavagem e ad libitium em relação ao grupo controle. Quanto aos ensaios de citotoxidade, realizaram-se as dosagens hepáticas de aspartato aminotransferase (AST/) e alanina aminotransferase (ALT), e para avaliar a lesão cardíaca, a creatinina quinases (CKM-B e CK-NAC), presumindo-se que não houve aumento de lesão hepática e cardíaca nos grupos tratados nas doses de 75 mg e 200mg, exceto o AST, para a dose de 200mg. Dessa maneira, composto cis-[Ru(byp)2(Epi)Cl] apresentou efeito satisfatório como possível candidato a fármaco contra doença de chagas contribuindo para o prospecção biotecnológica de princípios ativos extraídos de plantas regionais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2157495 - ANDERSON NOGUEIRA MENDES
Externo ao Programa - 1167750 - FERNANDO AECIO DE AMORIM CARVALHO
Presidente - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Interno - 756.483.183-91 - GERALDO EDUARDO DA LUZ JUNIOR - UESPI
Externo à Instituição - JOSUÉ DE MORAIS - USP
Notícia cadastrada em: 16/02/2018 11:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 04:06