Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCELO RIBEIRO MESQUITA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELO RIBEIRO MESQUITA
DATA: 01/11/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella
TÍTULO: Investigações acerca do papel da paisagem urbana na transmissão da leishmaniose visceral
PALAVRAS-CHAVES: Sensoriamento remoto, Inventário florestal, Teresina, Imagem de satélite, Classificação.
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO:

A arborização urbana constitui um elemento de fundamental importância para a qualidade de vida da população e o inventário florestal é o método mais adequado no seu planejamento. O sensoriamento remoto tornou-se uma alternativa atrativa para realizações de inventário florestal, tornando cada vez mais simples o mapeamento da flora urbana. O objetivo deste trabalho foi mapear e identificar as principais espécies de árvores da cidade de Teresina – Piauí, através de imagens de satélite de alta resolução (Worldview – 2), bem como saber a acurácia na identificação botânica, através desta geotecnologia. Das 53 espécies estudadas e identificadas, foram escolhidas as 16 mais abundantes para a classificação. Para o mapeamento, segmentação e classificação das espécies vegetais foi utilizado o software e-Cognition 8.7 e para a verificação da acurácia foi utilizado o ERDAS Imagine 9.2. Para a análise da condição da vegetação natural nas imagens geradas por sensores remotos, realizou-se o cálculo do NDVI (Índice de Vegetação da Diferença Normalizada). O resultado encontrado na periferia da cidade apontam índices mais elevados de NDVI. Foram mapeadas um total de 1.392 indivíduos, inseridas em 28 famílias. Destacam-se as famílias Fabaceae, Anacardiaceae, Arecaceae, Myrtaceae e Bignoniaceae.A classificação teve resultado satisfatório na identificação das 16 classes de espécies vegetais. O resultado da classificação geral da acurácia foi de 69.43%, acompanhado pelo índice de Kappa 39 que foi de 0.68. As espécies que obtiveram maior acurácia neste estudo foram Ficus benjamin (87,5%) seguida por Terminalia cattapa (83,3%), Syzygium malaccense (82,4%), Mangifera indica (76,8%), Caesalpinia ferrea (75,9%), Pachira aquatica (73,9%) e Tabebuia sp (75,9%) .


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2098982 - GIOVANA MIRA DE ESPINDOLA
Externo à Instituição - GUILHERME LOUREIRO WERNECK - UFRJ
Interno - 1731057 - JOAO MARCELO DE CASTRO E SOUSA
Notícia cadastrada em: 16/10/2018 14:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 03:03