Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAEL RODRIGUES DE MORAES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL RODRIGUES DE MORAES
DATA: 25/06/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Programa Pós-Graduação em Ciência dos Materiais (PPGCM /CT/ UFPI)
TÍTULO: Síntese e caracterização de nanocompósitos de cobalto em matrizes poliméricas para aplicação como sensores
PALAVRAS-CHAVES: nanopartícula de azul da Prússia, goma do cajueiro, Anacardium Occidentale L., material híbrido, voltametria cíclica, fármacos.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

Recentemente, o uso de produtos extraídos de fontes naturais no preparo de materiais híbridos tem tornado-se uma tendência, e contribuído bastante para o desenvolvimento de novos nanomateriais para diversas aplicações. A formação de (bio)nanocompósitos a partir da combinação entre polímeros naturais, como os polissacarídeos e nanopartículas inorgânicas tem se mostrado relevante em diversos segmentos do mercado, desde o setor alimentício ao médico-farmacêutico, sobretudo, por serem componentes atóxicos, biocompatíveis, biodegradáveis, de baixo custo e de fácil obtenção. Recentemente, a goma do cajueiro (GC), um polissacarídeo complexo, de alto peso molecular, extraído do exsudato do tronco do cajueiro Anacardium occidentale L. passou a ser empregada no preparo de (bio)nanocompósitos. Neste trabalho, reportamos a síntese in situ de nanopartículas de azul da Prússia (PBNPs) na presença de CG (PBNPs@GC), no qual avaliamos a influência desse polímero natural no processo nucleação, crescimento e estabilização das PBNPs e consequente formação desse (bio)nanocompósito. Logo depois, investigamos a eletroatividade desse material e a interação dele com duas classes de fármacos. Assim, o Capitulo 1 traz uma revisão de literatura versando sobre materiais híbridos, PBNPs, biopolímeros, polissacarídeos naturais, e GC. Do mesmo modo, o Capítulo 2 traz um estudo de prospecção cientifica e tecnológica realizado nas bases de dados Web of ScienceTM, Scopus e Scielo, e nos bancos de patentes da World Intellectual Property Organization (WIPO), European Patent Office (EPO-Espacenet), United States Patent and Trademark Office (USPTO), e no banco de patentes brasileiro do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) publicados no últimos anos revelando que (bio)nanocompósitos a base de GC e PBNPs é recente, e com potencial inovador. Então, o Capitulo 3 traz à síntese in situ do (bio)nanocompósito PBNPs@GC onde se aborda a influência da concentração de GC sobre a forma, tamanho e propriedades físicas das PBNPs formadas na presença desse biopolimero, e consequente formação do (bio)nanocompósito, com base nas análises de MET, UV-Vis, FTIR, DRX, DLS e potencial zeta realizadas. A partir disso, investigou-se o comportamento desse material hibrido na presença dos fármacos dipirona (MTM), acetaminofeno (ACT) e metotrexato (MTX), por voltametria cíclica. Os resultados obtidos mostram-no como um potencial candidato para o desenvolvimento de sensores, contudo, mais estudos precisam ser realizados.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRESSA GALLI - UNICENTRO
Externo ao Programa - 1998602 - EVERSON THIAGO SANTOS GERONCIO DA SILVA
Interno - 423287 - JOSE RIBEIRO DOS SANTOS JUNIOR
Notícia cadastrada em: 06/06/2019 11:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 08:32