Notícias

Banca de DEFESA: RONDENELLY BRANDÃO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RONDENELLY BRANDÃO DA SILVA
DATA: 31/05/2013
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Química - CCN/UFPI
TÍTULO:

Desenvolvimento de antioxidante natural para biodiesel


PALAVRAS-CHAVES:

Antioxidantes. Biodiesel. Reação eletroquímica. Hidroquinona.


PÁGINAS: 108
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

 A energia é considerada questão estratégica de uma nação e a proporção de seu uso sempre esteve diretamente associada ao desenvolvimento dos povos. Com a descoberta do petróleo no início do século XIX, intensifica se ainda mais o processo de industrialização, ocasionando uma intensa modificação do espaço ocupado pelo homem. Porém, com sua eminente escassez, a geração de energia através de combustíveis fósseis, como o petróleo, não poderá fornecer indefinidamente a energia requerida pela população mundial. Neste contexto, o biodiesel surge como substituto promissor dos combustíveis fósseis, sendo um biocombustível derivado de oleaginosas ou gorduras animais composto por ésteres alquílicos que pode substituir total ou parcialmente o diesel. Entretanto, o mesmo apresenta em sua composição química uma quantidade significativa de ácido graxos insaturados, por exemplo, linoléico, é susceptível a degradação oxidativa através de reações mediadas por calor e traços de metais, principalmente na presença de oxigênio, os quais podem afetar negativamente a estabilidade do biodiesel. Na busca por inovações para sanar esse problema, nesse trabalho utilizou-se compostos fenólicos, (líquido da castanha de caju – LCC técnico, submetido à reação eletroquímica para testes antioxidantes no biodiesel de soja. Através da reação eletrolítica buscou-se fazer modificações estruturais que melhorassem a atividade antioxidante do LCC técnico, utilizando metanol como solvente e hidroquinona como eletrólito (LCCHQ). Afim, de medir a eficiência do LCCHQ foram feitas formulações (biodiesel/antioxidante) e submetidas ao “Schaal Oven Storage Stability Test”– método de oxidação acelerada e posteriormente, analisadas por espectroscopia de absorção molecular na região UV (240 a 300 nm) e determinação do índice de acidez e ensaio pelo método Rancimat. O antioxidante LCCHQ  apresentou resultados satisfatórios quanto à eficiência no retardo da evolução do processo de oxidação, quando comparado com o LCC técnico em todo os testes realizados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423287 - JOSE RIBEIRO DOS SANTOS JUNIOR
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Externo ao Programa - 1714193 - JOSE MILTON ELIAS DE MATOS
Externo à Instituição - AURO ATSUSHI TANAKA - UFMA
Notícia cadastrada em: 06/05/2013 09:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 05:01